Futebol Após dar vitória ao Santos, Jean Mota comenta 'quase saída': 'Sempre declarei que queria ficar'

Após dar vitória ao Santos, Jean Mota comenta 'quase saída': 'Sempre declarei que queria ficar'

Meia foi o autor do gol da vitória santista por 2 a 1, contra o Delfin (EQU), fora de casa, pela Libertadores

Lance
Lance

Lance

Lance

Autor do gol da vitória do Santos por 2 a 1 sobre o Delfin (EQU), nesta quinta-feira (24), pela quarta rodada do grupo G da Conmebol Libertadores, o meia Jean Mota busca reafirmação no Peixe.

Eleito o melhor jogador do Campeonato Paulista em 2019, o atleta acabou perdendo espaço no decorrer da temporada passada e no início dessa, sendo alvo de uma negociação frustrada com o Fortaleza, durante a paralisação do futebol, por conta da pandemia do novo coronavírus. No entanto, o jogador afirmou que o seu desejo sempre foi cumprir o contrato com o Peixe até o fim.

– Sempre declarei que queria ficar. Tenho mais dois anos de contrato. Sempre há especulações, mas sou jogador do Santos e vou honrar a camisa. Se não contarem mais comigo, vou honrar meu caminho. Mas enquanto tiver contrato, vou honrar – afirmou o meia em entrevista coletiva virtual após o triunfo.

Com vínculo até junho de 2022, Jean Mota está no Peixe desde 2016. No total, foram 174 partidas disputadas e 16 gols marcados, sendo o contra o Delfin (EQU) o seu primeiro em 2020.

Últimas