Futebol Após apostas de Sylvinho não darem certo, disputa pela vaga do lesionado Willian segue aberta no Corinthians

Após apostas de Sylvinho não darem certo, disputa pela vaga do lesionado Willian segue aberta no Corinthians

Escalados respectivamente contra São Paulo e Inter, Adson e Vitinho não tiveram sucesso e acabaram sacados do time; técnico ainda busca substituto ideal para meia-atacante titular

Lance
Lance

Lance

Lance

Sem poder contar com Willian, que se recupera de uma lesão muscular na coxa que deverá deixá-lo sem jogar por mais de um mês, Sylvinho ainda luta para encontrar um substituto ideal para o meia-atacante no Corinthians. O técnico não teve sucesso nas duas primeiras apostas que fez para preencher a vaga aberta pelo jogador, primeiro com Adson no clássico contra o São Paulo e depois com Vitinho diante do Internacional, no último domingo, no Beira-Rio.

TABELA
> Veja classificação e simulador do Brasileirão-2021 clicando aqui

> Conheça o aplicativo de resultados do LANCE!

GALERIA
> Veja até quando vai o contrato de cada jogador do Corinthians

Na derrota por 1 a 0 para o Tricolor, no Morumbi, onde o Timão fez o seu primeiro jogo após o reforço de peso se lesionar de forma mais grave, Adson foi escalado como uma opção surpreendente, pois Gustavo Mosquito e Jô despontavam como favoritos a substituir o ex-jogador do Chelsea e do Arsenal. E o atleta acabou sendo sacado para a entrada de Mosquito, que foi acionado na etapa final quando a equipe alvinegra já lutava para buscar o empate.

No confronto seguinte no Brasileirão, em Porto Alegre, Sylvinho voltou a surpreender ao escalar Vitinho, jovem formado na base alvinegra como Adson, mas a opção também não surtiu o efeito desejado e o Timão foi novamente para o intervalo em desvantagem de 1 a 0. E assim como no clássico, Mosquito foi chamado pelo treinador para substituir a nova aposta frustrada e ajudou a equipe a virar o placar, antes de o Colorado empatar por 2 a 2 com gol no fim.

Desta forma, a disputa pela vaga de Willian no time continua aberta. E Sylvinho agora terá longos seis dias de treinos para definir quem será o escolhido para substituir o titular no jogo diante da Chapecoense, na próxima segunda-feira, às 21h30, na Neo Química Arena, pela 29ª rodada do Brasileirão. A primeira atividade preparatória para o confronto será realizada na tarde desta terça.

Após a partida contra o Inter, o treinador alvinegro justificou a escalação de Vitinho e disse ter ficado satisfeito com o desempenho do jogador, apesar de ter trocado o atleta por Mosquito aos 13 minutos do segundo tempo.

- Ele jogou pelo lado esquerdo. Um atleta leve, dinâmico, que tem um bom acabamento, bons cruzamentos, um atleta que tem uma última bola que muitas vezes dá gol. E optamos, pois o adversário era muito duro, difícil, e na ausência do Willian pela esquerda, colocamos o Vitor, que nos dava uma composição melhor de meio-campo. Um externo, pé direito, que podia fazer uma composição dando uma sustentação a mais num jogo físico, duro, contra um time que há pouco tempo brigou pelo título brasileiro - disse Sylvinho.

- Vitor fez um primeiro tempo muito bom, houve boa combinação com Roger e com Renato. Fábio Santos passando, infelizmente os cruzamentos não chegaram na área. Falamos com o Fábio e procuramos melhorar essa parte - completou o comandante, na entrevista coletiva concedida no Beira-Rio.

E o treinador reconheceu que a possível substituição de Vitinho e a utilização de Mosquito na etapa final do confronto já eram previstas, tendo em vista uma série de fatores, como por exemplo o próprio desgaste físico do atleta escolhido para ocupar o lugar de Willian na equipe titular.

- No segundo tempo, o Vitor não começou tão bem e tínhamos a opção de troca, tínhamos programado a saída dele e a entrada do Gustavo, com GP (Gabriel Pereira) fazendo a meia. E isso aconteceu, tivemos o gol. Isso é um conhecimento de grupo, de atletas, que o tempo vai nos dando. E conseguimos mover as peças para conseguir o empate quando melhoramos muito no jogo ao ponto de fazer o segundo e ficar mais tranquilos. A troca aconteceu, pois o rendimento do Vitor caiu um pouco no segundo tempo - justificou Sylvinho.

MOSQUITO PINTA COMO SUBSTITUTO, MAS DÚVIDA PERMANECE

Se for levado em conta o fato de que substituiu as duas apostas frustradas do técnico no decorrer dos dois últimos duelos, Mosquito poderia ser considerado o favorito a finalmente ocupar o lugar de Willian, mas as últimas surpresas proporcionadas pelo treinador criaram um cenário de incerteza em relação ao substituto do titular contra a Chapecoense, a lanterna do Brasileirão.

Vale lembrar que Mosquito foi mandado a campo para entrar no lugar do próprio Willian quando o meia-atacante se lesionou no início do confronto com o Fluminense, no dia 13 de outubro. Na ocasião, o Timão venceu por 1 a 0, em sua última partida na Neo Química Arena, e foi justamente o jovem jogador de 24 anos que deu a assistência para Gabriel Pereira marcar o gol do triunfo.

CÁSSIO FORA E JOÃO VICTOR DE VOLTA

Para o duelo diante da Chapecoense, além de novamente precisar definir um substituto para Willian, Sylvinho será obrigado a escolher um nome para suprir a ausência de Cássio, suspenso após receber o terceiro cartão amarelo. Matheus Donelli, considerado o segundo goleiro do atual elenco, deverá ser confirmado na equipe titular. Caíque França, Carlos Miguel e Guilherme são as outras opções do comandante para a posição no plantel alvinegro.

Já o zagueiro João Victor, que cumpriu suspensão na rodada passada, volta a ficar à disposição após ter dado lugar a Raul Gustavo no Sul. O volante Xavier, expulso no Beira-Rio, desta vez não poderá figurar como opção de banco.

Últimas