Futebol Ao LANCE!, jornalistas projetam duelo entre Manchester City e Borussia Dortmund pela Champions

Ao LANCE!, jornalistas projetam duelo entre Manchester City e Borussia Dortmund pela Champions

Equipes se enfrentam pelas quartas de final da competição europeia, e LANCE! convidou Fred Caldeira e André Donke para analisar o duelo que vale vaga entre os quatro melhores

Lance
Lance

Lance

Lance

Está chegando a hora da bola rolar pelas quartas de final da Champions League. E na próxima terça-feira, Manchester City e Borussia Dortmund fazem um dos jogos de ida da competição europeia. A partida acontece no Etihad Stadium, às 16h (de Brasília).

+ Veja a tabela da Champions League


Vivendo momentos opostos na temporada, o clube inglês chega com o favoritismo não só para o duelo, mas também para ser um dos finalistas do torneio. Os alemães, apesar de não viverem boa fase na Bundesliga, chegaram às quartas de final com autoridade.

Comandados por Haaland, o time aurinegro despachou o Sevilla com uma vitória e um empate (3 a 2 e 2 a 2) na fase anterior. O atacante norueguês, que é o artilheiro da Champions com dez gols, balançou as redes quatro vezes ao todo.

O Manchester City, por outro lado, teve como adversário outro rival germânico, outro Borussia: o Mönchengladbach. Sem tomar conhecimento, os jogadores de Pep Guardiola venceram por 2 a 0 tanto na ida como na volta.

+ Relembre os jogos entre Manchester City e Borussia Dortmund antes de reencontro na Champions League

Mas por que Manchester City e Borussia Dortmund chegaram até aqui vivendo momentos tão diferentes? A explicação está pelo o que as equipes fizeram também em seus campeonatos nacionais. Enquanto o clube inglês lidera a competição e caminha a passos largos para o título da Premier League, o time aurinegro deixa a desejar e ocupa apenas a quinta posição da Bundesliga.

Do mesmo modo que os momentos são distintos hoje, o início da caminhada também foi. O Manchester City chegou a ocupar a 12ª colocação no Inglês em determinado momento, enquanto o Borussia Dortmund brigou de igual para igual no início com Bayern de Munique e RB Leipzig no Alemão.

E para analisar melhor o duelo entre City e Dortmund, o LANCE! convidou especialistas no assunto quando o tema é sobre os respectivos times. Para falar sobre o Manchester, o jornalista Fred Caldeira, repórter e correspondente da TNT Sports na Inglaterra. A respeito do Borussia, o jornalista André Donke, comentarista dos canais ESPN e Fox Sports.

+ Puma lança nova chuteira para Neymar. Veja fotos em galeria!

VEJA AS RESPOSTAS DOS JORNALISTAS

L!: Acredita que esta é a temporada em que o Manchester City está mais pronto para vencer a Champions League?

Fred: "Acho que sim. Destaco aqui dois motivos que vão além da ótima sequência técnica da equipe: segurança defensiva e estabilidade física. Se você olhar o número de gols sofridos pelo Manchester City desde a virada de chave na temporada (novembro/dezembro), o rendimento é assombroso - na Champions, por exemplo, sofreu apenas o gol da primeira rodada da fase de grupos. E, salvo um acidente, Guardiola tem todo o elenco à disposição para a reta final da temporada."

L!: Qual o aprendizado da eliminação para o Lyon na última temporada?

Fred: "Não abrir mão das próprias características. Essa eliminação, acredito, cai muito na conta do Guardiola. A equipe tenta espelhar o esquema do Lyon, entra com uma linha de três pouco praticada e acaba jogando fora quase 60 minutos de jogo. Quando o Mahrez entra no lugar do Fernandinho, a partida muda um pouco, mas a perda de controle já estava consolidada."

L!: Qual sua expectativa e análise para o duelo?

Fred: "Acho que serão dois jogos divertidos. Se a solidez é a marca deste Manchester City, o Borussia Dortmund alterna momentos ótimos e terríveis com muita constância, às vezes dentro de uma mesma partida. Também será um teste interessante para a defesa do time inglês, não há um atacante com as características do Haaland na Premier League. Prevejo uma classificação dos Cityzens com alguma dificuldade."

+ Vivendo a melhor fase da carreira, Gündogan reencontra o Borussia Dortmund pela Champions League

Fred Caldeira

Fred Caldeira

Lance

Fred Caldeira é correspondente na Inglaterra desde 2016 (Foto: Reprodução / Instagram)

L!: O Manchester City hoje é apontado como o melhor time da Europa junto com o Bayern de Munique. Por se tratar de um rival local, o Bayern é uma equipe já conhecida do Borussia Dortmund e isso poderia fazer com que o confronto ficasse mais equilibrado. Pensando nisso, acha que o Manchester City hoje é o rival mais difícil que o Borussia poderia pegar nessas quartas de final da Champions?

André: "Sim, vejo o Manchester City como o pior adversário possível para o Borussia Dortmund, mesmo se não considerássemos o fato de o Bayern de Munique ser uma equipe mais conhecida para ele. City e Bayern são os melhores times da Europa atualmente, mas os ingleses têm sido mais regulares nesta temporada e apresentado o melhor futebol do mundo em 2021."

L!: O Borussia Dortmund volta às quartas de final da Champions League depois de quatro anos. O que mudou no clube desde então para conseguir voltar para esta fase?

André: "O time em si mudou significantemente, embora a sua filosofia não tenha mudado tanto assim. Dos 15 jogadores que entraram em campo em pelo menos um dos dois jogos contra o Monaco em 2017, somente cinco deles continuam, sendo que Guerreiro, Reus e Burki têm jogado regularmente nesta temporada. Piszczek virou reserva, e Schmelzer sequer atuou.

Creio que são dois fatores determinantes para o Dortmund ter retornado às quartas. Em primeiro lugar, o sorteio. Os aurinegros pegaram um grupo acessível, conseguindo a liderança mesmo sem terem apresentado um grande futebol. Já nas oitavas, o Sevilla era um adversário forte, mas era uma das opções mais viáveis – e é claro, o Dortmund fez uma excelente partida de ida. O segundo fator são os valores individuais, principalmente o Haaland, que segue com um nível absurdo. Já o Sancho recuperou o seu grande futebol após um começo discreto em 2020/21. O Dortmund tem um bom conjunto, mas tem sido bem irregular ao longo da campanha - como mostra seu desempenho na Bundesliga. Não fosse o Haaland, a situação seria bem diferente."

L!: Qual sua expectativa e análise para o duelo?

André: "Acredito que o Manchester City consiga a classificação, é favorito com uma margem grande, embora seu histórico recente aponte eliminações surpreendentes nos últimos anos, como diante do Monaco e do Lyon. Tem mais futebol e menos fragilidades que o Dortmund. Imagino um confronto em que os ingleses vão controlar a bola e ditar o ritmo da partida, enquanto os alemães tentarão aproveitar da postura e das linhas altas do adversário para surpreender com ataques rápidos e ligações diretas com o Haaland. Ainda que tenha uma diferença de forças clara no confronto, acho que serão jogos bem interessantes e envolventes para se ver."

+ Rival na Champions, Manchester City faz parte do passado de Haaland

André Donke

André Donke

Lance

André Donke é especialista em futebol alemão (Foto: Reprodução / Instagram)

* Estagiário, sob supervisão de Cayo Pereira.

Últimas