Futebol Ao LANCE!, Fellype Gabriel relembra passagem de Seedorf pelo Botafogo: 'Fui um jogador bem próximo dele'

Ao LANCE!, Fellype Gabriel relembra passagem de Seedorf pelo Botafogo: 'Fui um jogador bem próximo dele'

Em entrevista exclusiva, o ex-jogador do Alvinegro Carioca contou histórias de bastidores e também falou da amizade com Seedorf

Lance
Lance

Lance

Lance

Depois da passagem pelo Kashima Antlers, do Japão, Fellype Gabriel jogou pelo Botafogo em 2012 e 2013. Neste período, com a camisa alvinegra, ele somou 71 jogos, 15 gols marcados, um título de Campeonato Carioca e uma classificação para a Libertadores. Em entrevista exclusiva ao LANCE!, o ex-jogador lembrou da passagem pelo clube de General Severiano e da amizade que fez com Seedorf.

- Foi bem legal a passagem do Seedorf (pelo Botafogo). Eu lembro que fui um jogador bem próximo dele, acho que fui o mais próximo. A gente se dava bem, ele foi na festa do meu filho, é uma coisa que ele nem era de empolgar. Eu fiz o convite, mas nem acreditava que ele iria, e acabou que ele apareceu na festa, foi bem legal - relevou Fellype Gabriel.

> Nova camisa lançada! Relembre os últimos uniformes II do Botafogo

Ao L!, ele relembrou que o primeiro contato que teve com Seedorf foi em um treino do Botafogo, em Saquarema. Fellype Gabriel contou que, neste treino, o holandês "discutiu" com o lateral-esquerdo Márcio Azevedo, e a imprensa que estava por perto se movimentou em direção à situação.

- Ele sempre foi um cara que gosta de corrigir na hora, não quer esperar para poder corrigir. Aí, quando ele estava indo para o quarto, eu o chamei, ainda não tinha uma proximidade grande. Perguntei “posso falar com você?”, fui, conversei, expliquei a situação e falei “cara, o teu peso aqui, hoje, é muito grande, e a gente sabe tudo o que você já passou fora, a experiência, mas esses assuntos assim, tenta não fazer próximo da imprensa, porque o que vai acontecer, isso vai sair e vai ser notícia. Tudo o que você falar aqui tem uma repercussão muito grande. E sabe o que pode acontecer? Se o Márcio for mal no próximo jogo, a torcida vai em cima do Márcio (risos)”.

Fellype explicou que Seedorf gostou da sua atitude de ter parado e conversado. Logo em seguida, Fellype Gabriel conta que, quando os jogadores foram para os quartos, a repercussão da situação apareceu na televisão.

- No almoço, ele me disse “bem que você falou”. Acho que depois disso, ele ganhou a confiança em mim. Tudo o que Seedorf queria, se queria marcar reunião, por exemplo, ele me chamava “Fellype, preciso marcar uma reunião, preciso fazer isso”.

- Praticamente 80% das coisas que ele dizia, tinha razão. Só que o Brasil é diferente, não recebe tão bem assim algumas informações tão rápido. Ele foi me escutando, e a gente foi se aproximando, ficamos bem amigos lá e acabou que as coisas deram certo.

Fellype Gabriel ainda revelou que já discutiu com Seedorf nos treinamentos. No entanto, de acordo com ele, o holandês "não guardava nada" e resolvia as situações dentro de campo. Fellype também destacou que aprendeu muito com Seedorf e que tem carinho por ele.

- A gente teve uma época muito boa com ele (Seedorf) lá, um campeonato maravilhoso que nós fizemos, fomos campeões cariocas nos dois turnos em 2013, nos classificamos para a Libertadores. Então, assim, é um cara que eu tenho um carinho, com quem aprendi muito. Como fui bem próximo, sugava o máximo dele, perguntava as coisas, questão tática e tudo.

> Veja a tabela do Brasileirão Série B

Fellype Gabriel oficializou a aposentadoria dos gramados em agosto de 2020, aos 34 anos de idade. Hoje, o ex-jogador mora em Orlando, nos Estados Unidos, onde começou a nova carreira de agenciar e intermediar atletas.

Já o Botafogo volta as atenções para a Série B do Campeonato Brasileiro. O Alvinegro viaja até Goiânia, onde enfrenta o Vila Nova, no Estádio Onésio Brasileiro Alvarenga, às 21h30, na próxima sexta-feira, em partida válida pela primeira rodada da competição.

Últimas