Futebol Ao L!, VP da Base do Flamengo faz balanço de 2021: 'Meta foi cumprida'

Ao L!, VP da Base do Flamengo faz balanço de 2021: 'Meta foi cumprida'

Vitor Zanelli, vice-presidente de futebol de base do Flamengo desde 2019, destacou a integração entre os departamentos do clube e os resultados obtidos ao longo do ano

Lance
Lance

Lance

Lance

Com 34 garotos do Ninho relacionados para jogos do time principal e vendas que geraram mais de R$ 100 milhões de receitas ao clube, Vitor Zanelli, vice-presidente de futebol de base do Flamengo, faz um balanço positivo do trabalho realizado ao longo dos últimos 12 meses. Em entrevista ao LANCE!, o dirigente, que comanda a pasta desde o início da gestão do presidente Rodolfo Landim, falou sobre os resultados obtidos. Leia as respostas completas abaixo!

- Nosso principal objetivo, que é formar para o futebol profissional, teve como resultado 34 atletas formados na base sendo relacionados para jogos do time principal no ano, e valores de vendas de atletas da base de grande relevância para o clube. Acredito que podemos falar que a meta foi cumprida - afirmou.

As vendas mais significativas foram as de Yuri César para o Shabab Al Ahli, dos Emirados Árabes, por seis milhões de dólares (cerca de R$ 31 milhões), de Rodrigo Muniz para o Fulham, da Inglaterra, por oito milhões de euros (cerca de R$ 49 milhões), e de Natan para o Red Bull Bragantino, por R$ 22 milhões.

Se Matheuzinho, Ramon, Hugo & Cia representaram a base no time principal, os Garotos do Ninho também mandaram bem nas competições ao longo do ano. Foram 27 títulos conquistados, sendo cinco nacionais: o Sub-17 levou o Brasileirão, a Copa do Brasil e a Supercopa do Brasil, enquanto Sub-16 faturou a Copa Gramado e a Caju's Summer Cup das respectivas categorias de base.

Confira abaixo as respostas de Vitor Zanelli, Vice-Presidente de Futebol de Base:

De que forma você avalia o trabalho desenvolvido nas divisões de base do Flamengo em 2021? Quais foram os avanços realizados?

Foi um ano de muitos desafios, de muito trabalho, e muito produtivo. Nosso principal objetivo, que é formar para o futebol profissional, teve como resultado 34 atletas formados na base sendo relacionados para jogos do time principal neste ano, e valores de vendas de atletas da base de grande relevância para o clube. Acredito que podemos falar que a meta foi cumprida.

Importante destacar a comunicação, o alinhamento entre a base e o profissional em todos os departamentos do clube, cada vez mais essa integração está nos gerando melhores processos e resultados na transição dos atletas para o profissional.

Quais os objetivos da base para 2022, ano que já começa com o retorno da Copinha, torneio no qual o clube tem grande tradição?

O Flamengo sempre entra para vencer em tudo. Não vai ser diferente em 2022. Nunca vai ser diferente disso. Isso é Flamengo.

Em 2021, com Muniz, Yuri César, Natan, a base foi por mais um ano para o clube alcançar os resultados financeiros necessários. Qual o diferencial da base do Flamengo para seguir revelando tantos atletas promissores?

Importante destacar o apoio do Presidente Landim nesses últimos anos em investimento na estrutura de trabalho da nossa Base. Fundamental para nossa evolução e preparação desses nossos craques.

Temos uma estrutura de trabalho de excelência, com grandes profissionais nas diversas áreas que se completam para atingirmos nossas metas. Além disso, nosso processo de captação e nossa iniciação no Futsal tem sido de extrema importância no descobrimento e desenvolvimento das habilidades de nossos atletas.

No elenco profissional listado no site do clube, estão 7 atletas da base entre 30 jogadores. É um objetivo aumentar esse percentual de garotos do Ninho no grupo?

Nossa missão é descobrir e preparar os atletas para estarem aptos para o profissional do Flamengo. A decisão de aproveitá-los ou colocá-los no mercado é do Futebol Profissional.

Últimas