Futebol Ansioso pela recuperação da lesão, Frazan se vê 'bem mais maduro' no Fluminense

Ansioso pela recuperação da lesão, Frazan se vê 'bem mais maduro' no Fluminense

Ao L!, zagueiro explica como continua o trabalho de fisioterapia no meio da pandemia do novo coronavírus e a expectativa pelo retorno aos treinamentos com bola

Lance

O início no Fluminense não foi fácil para o jovem zagueiro Wesley Frazan. Cria da base do clube, ele superou a desconfiança dos torcedores no ano passado ao dar conta do recado quando entrou no time em vários momentos de dificuldade. A evolução acabou freada pelo rompimento do ligamento anterior cruzado do joelho direito. Entretanto, o crédito com a equipe Tricolor foi reforçado: mais maduro, como ele mesmo se define, o jogador teve o contrato renovado até o final de 2022 mesmo com a cirurgia. Em entrevista ao LANCE!, Frazan analisou o crescimento no Flu.

- Meu início foi bastante difícil, mas eu nunca abaixei a cabeça e nunca parei de trabalhar. Esses jogos difíceis me ajudaram bastante a ganhar o respeito e a confiança dos torcedores. Estou muito feliz agora, bem mais maduro do que antes e espero que essa evolução só continue crescendo mais e mais - avaliou o zagueiro, que chegou ao Fluminense em 2013.

A grave lesão aconteceu após Frazan sofrer uma pancada em um treino no CT Carlos Castilho, na pré-temporada deste ano. A previsão é que ele possa retornar a partir de agosto. Por conta da quarentena, o defensor de 23 anos realiza o tratamento de recuperação em casa, com aparelhos do clube, além de ir ao CT em alguns dias da semana.

- Tenho ido segunda, quarta e sexta ao CT fazer fortalecimento. Nos outros dias eu faço alguma coisa em casa que eles me passam para manter. A recuperação está boa, correndo tudo certo, como eles esperavam. Quando vou ao CT eles estão tomando todas as precauções com luva, máscara. Só tem eu, o fisioterapeuta e o médico me acompanhando. As coisas estão indo no caminho certo. A lesão está evoluindo bem. Está no estágio que o médico e o fisioterapeuta esperavam. Eles vão me passando todo feedback e falaram que meu joelho está bem. Fico feliz e ansioso para voltar a treinar e mexer com bola - explicou.

Veja outras respostas de Frazan:

Qual foi seu sentimento quando houve a lesão? Você vinha em um momento de ascensão e de repente precisou parar logo na pré-temporada. Isso te abalou de alguma forma?


Fiquei bastante triste e chateado por ter machucado logo no início do ano. Em 2019 eu tinha feito boas partidas, pego confiança, meu futebol estava crescendo. E sofrer uma lesão grave dessas logo na pré-temporada me deixou abalado. Mas agora minha cabeça está boa e tranquila. Sei que vou voltar mais forte do que antes.

Essa paralisação vai acabar estendendo o calendário. Isso te dá mais esperança para o seu retorno e a possibilidade de jogar mais partidas?

Em meio a essa pandemia e esse caos que estamos vivendo, pelo lado profissional e esportivo foi até bom o futebol ter parado. Estou ganhando tempo, vou poder participar um pouco mais da temporada, achei que perderia ela toda. Acho que vou pegar bastante jogos.

Você chegou a ser procurado por clubes de fora e seu empresário esteve em conversas com um clube da Turquia. Como foi a decisão por renovar com o Fluminense até dezembro de 2022?

Meu empresário sabe que a primeira opção vai ser sempre o Fluminense. É um clube que me criou como homem e como atleta. Vou sempre dar prioridade ao Flu.

A zaga é um setor que vem tendo uma disputa grande por vagas. Como você vê essa competição?

Essa disputa por posição na defesa é boa, tem quatro atletas de alto nível. Sei que não será fácil recuperar o espaço, como nunca foi. Mas tenho que trabalhar bastante, recuperar o tempo que fiquei parado e buscar o espaço novamente.

Como você tem passado esse período da quarentena mais perto da família e do seu filho Nicolas? O que tem feito?

A quarentena está sendo boa para mim, estou passando bastante tempo com meu filho e minha esposa. Meu filho está bastante apegado a mim agora, antes ele ficava mais com ela e agora está mais comigo. A gente brinca bastante, eu também jogo videogame, tento me distrair assistindo séries na Netflix, vendo filmes. Isso ajuda a passar o tempo.

Últimas