Andrés evita criticar juiz e vê 'lado bom' em queda: 'Tempo para treino'

Presidente do Corinthians comentou sobre o planejamento após eliminação na Libertadores. Boselli também deu opinião sobre o vermelho de Pedrinho

Libertadores

Lance

Lance

Lance

Um fator que foi prejudicial para a eliminação do Corinthians foi a expulsão de Pedrinho ainda na primeira etapa. Mesmo sem o atacante, a equipe conquistou a vitória por 2 a 1 sobre o Guaraní, do Paraguai. Em zona mista, o presidente do clube alvinegro, Andrés Sanchez, comentou sobre o cartão vermelho do jogador logo no início da partida.

"O Pedrinho escorregou e fez a falta, o árbitro entendeu que era amarelo. No segundo lance ele foi dar uma bicicleta, estava de costas, mas o atleta chegou na frente dele. Pelo critério, o juíz deu o cartão. Não vou ficar reclamando do juíz porque vão ficar falando que estou chorando. De resto, fizemos uma grande partida, mas deixamos de ganhar o jogo", disse o presidente.

Além dele, o atacante Mauro Boselli, que marcou o segundo gol do Corinthians, também deu a sua opinião sobre a expulsão de Pedrinho.

"São coisas que acontecem. O time está para apoiar ele. Sabemos da qualidade dele. O futebol muda rápido, sábado temos um clássico, é importante estar com uma mentalidade positiva, sabendo que estamos chateados, queríamos avançar", afirmou o argentino.

Triste realidade: Corinthians já foi eliminado nove vezes em sua Arena

Posteriormente, Andrés Sanchez explicou como fica o planejamento adotado pelo Corinthians após a eliminação da Copa Libertadores.

"Gente, estamos com um mês e meio de trabalho, não tem como mudar o elenco. Estamos sempre abertos para novas contratações. Mas, como eu digo, futebol brasileiro está muito caro, uma loucura. Vocês estão vendo times grandes atrasando pagamentos. Outros clubes vão atrasar. Perdemos um pouco a mão. O planejamento continua, tem o lado ruim de sair da Libertadores, mas o lado bom de que vai ter mais tempo para treinar", afirmou.

Com o resultado, o Guaraní enfrentará o Palestino, do Chile, na terceira fase da Conmebol Libertadores, ainda sem datas confirmadas. Já o Corinthians, eliminado, retoma a atenção para o Campeonato Paulista - a equipe volta a campo no sábado, diante do São Paulo.

Zoeira sem limites: rivais não perdoam eliminação do Corinthians