Logo R7.com
Logo do PlayPlus
R7 Esporte - Notícias sobre Futebol, Vôlei, Fórmula 1 e mais
Publicidade

ANÁLISE: Pela primeira vez no ano, São Paulo vê 'sinal amarelo' acender nos mata-matas

Derrota para a LDU apresentou uma característica diferente dos duelos contra San Lorenzo e Corinthians

Futebol|Do R7


Lance
São Paulo apresentou dificuldades de impor seu jogo técnico diante da LDU (Foto: Rodrigo BUENDIA / AFP)

Ao contrário das últimas derrotas do São Paulo nos mata-matas, o revés sofrido por 2 a 1 diante da LDU-EQU, em Quito, liga o chamado 'sinal de alerta' no clube do Morumbi. Não apenas pelo resultado em sim, mas pelo desempenho abaixo do esperado, coisa que não aconteceu nos tropeços anteriores.

+ Renove o seu estoque de camisas do Tricolor com o cupom LANCEFUT 10% OFF

Quando enfrentou San Lorenzo (ARG) e Corinthians, pelas quartas de final da Sul-Americana e semifinal da Copa do Brasil, respectivamente, o Tricolor atravessava uma má fase, com direito a uma sequência de cinco jogos sem vitórias.

Mesmo assim, o time conservava os mesmos padrões táticos que levaram o São Paulo a se colocar como um dos favoritos aos dois torneios eliminatórios: toques curtos, controle do jogo através da posse de bola, bastante movimentação e um jogo forte no meio do campo.

Publicidade

Contra a LDU, no entanto, o clube do Morumbi não foi nem sombra do que costuma ser. Em entrevista coletiva, o próprio Dorival utilizou a expressão 'não nos encontramos em campo' para definir a atuação do seu grupo, que se mostrou incapaz de executar as ideias que estiveram presentes mesmo nos priores momentos do time no ano.

+ Assista aos jogos do seu clube do coração com aquela gelada! Copo Stanley a partir de R$120,00

Publicidade

Com jogadores espaçados, tanto no ataque quanto na defesa, o Tricolor teve dificuldades para controlar a partida. No momento ofensivo, a posse de bola foi lenta e os jogadores de frente tiveram dificuldades em se desvencilhar da marcação adversária. A ineficiência foi tamanha que o time terminou o primeiro tempo sem chutar uma bola contra o gol adversário.

No momento defensivo, mais problemas: a LDU parecia ter superioridade numérica em todos os setores, especialmente sobre o lado direito do Tricolor, em cima de Rafinha e Arboleda. Os encaixes individuais da equipe não tiveram efeito o trio de ataque Jhojan Julio, Guerrero e Ibarra infernizaram a zaga do São Paulo.

Publicidade

+ ATUAÇÕES: Mesmo com derrota e jogo ruim, Lucas Moura é grande herói do São Paulo

Algumas pessoas podem argumentar que houve erro na escalação de Dorival, que mandou a campo Gabriel Neves e Alisson como dupla de volantes. E, de fato, a entrada de Luan no meio-campo, durante o segundo tempo, contribuiu para a melhora do time. Mas não foi a partir de individualidades que o Tricolor reverteu os resultados adversos das últimas semanas, o que torna rasa qualquer discussão que parte de avaliações individuais.

Em resumo: o São Paulo foi irreconhecível diante da LDU. Também na coletiva, Dorival Júnior preferiu dar méritos ao adversário, mas isso não basta para uma nova reviravolta e classificação às semifinais da Sul-Americana. A ver como o técnico identificará e corrigirá tantos problemas durante a próxima semana.

Últimas

Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com oAviso de Privacidade.