Futebol ANÁLISE: Em jogo grande, Arsenal conquista vitória de gente grande e se mostra pronto para brigar pela Premier League

ANÁLISE: Em jogo grande, Arsenal conquista vitória de gente grande e se mostra pronto para brigar pela Premier League

Gunners superaram o líder Liverpool por 3 a 1 e diminuíram a desvantagem em relação à equipe de Jürgen Klopp

Lance
Lance

Lance

Lance

A palavra "trauma", dentro da esfera psicológica, pode ser definida como "uma experiência emocional negativa, que causa distúrbios e deixa marcas duradouras". Para que exista cura, muitas vezes, você precisa enfrentar os seus traumas cara a cara e reescrever a história. No futebol, não é diferente.

➡️ Alisson falha duas vezes, Martinelli decide, Arsenal vence Liverpool e se aproxima da liderança na Premier League

Em 2022-23, o Arsenal sofreu. Teve um trauma duríssimo de se lidar, com o derretimento de uma vantagem larga em relação ao Manchester City e a perda da Premier League, que seria sua primeira depois de quase 20 anos. Na temporada seguinte, o que se vê é um time mais pronto para alcançar esse objetivo.

A vitória por 3 a 1 sobre o Liverpool, no domingo (4), foi mais uma prova de que o torcedor dos Gunners pode voltar a sonhar. Os discursos - amplamente vazios - de que o Arsenal nunca mais venceria um Campeonato Inglês depois do trauma já foram batidos. Mikel Arteta virou a chave rapidamente e apresentou ao país um elenco mais encorpado, mas acima de tudo, ideal para a briga pelo sucesso.

O Liverpool já estava há 11 jogos invicto, somando todas as competições. Derrubar os líderes da Premier League seria uma tarefa árdua. E depois de sair na frente, a equipe londrina sofreu o empate faltando 15 segundos para o intervalo. O processo natural seria um time abatido na segunda etapa; o que se viu foi exatamente o oposto.

➡️ Siga o Lance! no WhatsApp e acompanhe em tempo real as principais notícias do esporte

Existem vitórias e vitórias no futebol. Mas a estrela de um time pronto brilha sempre que é necessário. Gabriel Martinelli contou com a falha de Alisson para recolocar o Arsenal na frente; Trossard colocou os pregos no caixão dos Reds com um leve desvio em Van Dijk e mais um erro do goleiro brasileiro. Triunfo de gente grande em um jogo que poderia definir o futuro dos Gunners na competição.

O discurso adotado após o trauma escondeu-se atrás da jovialidade do elenco e da inexperiência do clube em momentos decisivos nos últimos anos. Mas Arteta mostrou que é capaz de devolver ao torcedor os anos de glória e os momentos de triunfo. Hoje, a amostra foi dos jogadores: são capazes de fazer com que os anos de glória e os momentos de triunfo comecem agora.

Últimas