Logo R7.com
Logo do PlayPlus
R7 Esporte - Notícias sobre Futebol, Vôlei, Fórmula 1 e mais
Publicidade

ANÁLISE: Coletiva de Dorival preocupa tanto quanto o desempenho do São Paulo

Técnico deixou claro na coletiva o que pensa sobre o Flamengo; mas o que ele pensa sobre o Tricolor?

Futebol|Do R7


Lance
Coletiva de Dorival Júnior deixou mais dúvidas do que respostas para o são-paulino (Foto: Rubens Chiri/Saopaulofc.net)

A três dias da final da Copa do Brasil, provavelmente a decisão mais importante da história do São Paulo, o técnico Dorival Júnior deu uma entrevista coletiva tão preocupante quanto o desempenho do time na derrota por 2 a 1 diante do Internacional.

+ Já pensou em ser um gestor de futebol? Participe da nossa Masterclass com Felipe Ximenes e descubra oportunidades

A começar pela justificativa que o treinador apresentou para a má atuação fora de casa, atribuindo o resultado a uma dificuldade dos atletas e dele mesmo para 'virar a chave'. Em outras palavras, Dorival deixou claro que o foco total do time é a decisão de domingo (17) diante do Flamengo.

Antes de qualquer coisa, não se trata de diminuir a importância do foco, elemento fundamental em um futebol jogado cada vez mais com o emocional. Mas essa justificativa parece não se sustentar a partir do momento que o técnico admite, instantes depois, que as ideias treinadas durante a pausa para a Data Fifa não funcionaram como esperado, especialmente na marcação.

Publicidade

+ ATUAÇÕES: Calleri encerra seca de gols, mas São Paulo não segura o Internacional

Não só isso: Dorival afirmou que ainda está tentando entender as causas da má fase do time no Brasileirão - são sete jogos sem vitórias. Com uma decisão batendo à porta, a última coisa que o são-paulino gostaria de ouvir é uma frase que deixa em dúvida a capacidade do treinador em analisar e corrigir os problemas do time - cá entre nós, torcedor: Dorival já mostrou ao longo desta temporada que é capaz disso, como fez nas viradas diante de San Lorenzo e Corinthians, por Sul-Americana e Copa do Brasil respectivamente.

Publicidade

No próximo dia 16, véspera da final da Copa do Brasil, o São Paulo completará dois meses sem vencer pelo Brasileirão. Com tanto tempo, como o treinador ainda não soube diagnosticar os problemas do time? Mas não para por aí.

Todas essas declarações ficam ainda piores quando Dorival, educado e respeitoso como é de costume, usa da coletiva para exaltar o 'grande espetáculo' que deve ser a final de domingo e rasgar elogios ao seu adversário na disputa pela taça.

Todos sabemos que o Flamengo é um time forte, os resultados das últimas temporadas mostram isso. Mas o que Dorival pretende fazer para corrigir os defeitos do São Paulo? Como ele pretende melhorar a saída de bola do time quando pressionado? Como o Tricolor pode defender melhor? Como pode ser mais efetivo no ataque?

Em resumo: Dorival já deixou bem claro o que pensa do Flamengo. Mas o que ele pensa do São Paulo? Faltando três dias para um dos jogos mais importantes da história do clube, essa é a dúvida cruel que deve ficar na cabeça do são-paulino.

Últimas

Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com oAviso de Privacidade.

<