Logo R7.com
Logo do PlayPlus
Publicidade

Agredido e na reserva do Flamengo, Pedro já teve interesse de Botafogo e Palmeiras

Insatisfação com a reserva do Rubro-Negro não é novidade, e já gerou 'flerte' de Pedro com outros clubes

Futebol|

Lance
Lance Lance

A agressão do preparador físico Pablo Fernandes contra Pedro, atacante do Flamengo, reacendeu a polêmica das insatisfações do centroavante com a reserva do time. Tal fato já despertou o interesse de clubes como Botafogo e Palmeiras no atleta.

+ Copo Stanley a partir de R$120,00. Bebida gelada nos 90' de jogo do Mengão!

O soco desferido pelo profissional da comissão técnica de Jorge Sampaoli teria sido provocado por uma discussão de vestiário, após Pedro demonstrar irritação com a pouca utilização nos jogos do Rubro-Negro.

Desde que chegou à Gávea, no entanto, Pedro tem alternado períodos de titularidade na equipe, já que o 'dono' da posição é ninguém menos que Gabigol, ídolo da torcida e um dos 10 maiores artilheiros da história do clube. Raros foram os momentos em que os dois jogaram juntos, como foi em 2022, sob o comando de Dorival Júnior.

Publicidade

Assim, o nome de Pedro sempre acaba ventilado em clubes de grandes ambições e que buscam um 'camisa 9', casos de Botafogo e Palmeiras em 2022, quando o centroavante era pouco utilizado pelo então técnico Paulo Sousa.

O primeiro clube a tentar algo pelo jogador foi o Glorioso, assim que John Textor desembarcou no clube com seu projeto para a SAF. Em outubro de 2022, Durcesio Mello, presidente do Botafogo, afirmou em entrevista que o empresário norte-americano pediu para que Rodolfo Landim, presidente do Flamengo, estipulasse um preço por Pedro.

Publicidade

Tal fato, relata Durcesio, teria ocorrido durante uma reunião com o mandatário do Rubro-Negro, como parte da ambientação de Textor ao 'universo' do futebol brasileiro, com uma série de encontros que também envolveria os presidentes de Vasco e Botafogo, além de governador e prefeito do Rio de Janeiro.

+ Olho no Brasileirão! Assine o Prime Video e acompanhe todos os jogos do seu time do coração!

Publicidade

- Tivemos um papo de duas horas na Gávea. Lá pelas tantas o Textor disse 'Landim, eu tenho um pedido para você, bota preço no Pedro'. O Landim desconversou e mudou de assunto. A conversa foi mais de meia hora e ele voltou 'Landim, eu não me esqueci, coloca um preço para o Pedro' (risos). Na época ele (Pedro) não estava sendo usado. O Landim respondeu que ele estava muito bem e que tinha pago 14 milhões de euros, como se fosse assustar. A resposta do John foi para colocar um preço no Pedro (risos). Se ele (Landim) mandasse 20 milhões de euros o John pagava na hora.

Se Durcesio pensava que John Textor faria uma proposta de 20 milhões de euros, em março do ano passado o Palmeiras chegou a concretizar uma oferta nestes termos ao Flamengo - a quantia passava dos R$ 100 milhões, na cotação da época. No entanto, o Rubro-Negro fez jogo duro e recusou a proposta pelo jogador, considerada astronômica para os padrões brasileiros.

À época, o vice-presidente de futebol do Flamengo, Marcos Braz, afirmou que o Flamengo não tinha interesse no negócio e que nem houve proposta por parte do Palmeiras.

Sem negócio, o Palmeiras acabou contratando o uruguaio Miguel Merentiel (hoje no Boca Juniors) e o argentino José 'Flaco' Lopez no fim das contas. Da mesma forma, o Botafogo se encontrou no artilheiro Tiquinho Soares, peça-chave na campanha do Glorioso no Brasileirão deste ano.

Últimas

Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com oAviso de Privacidade.