Futebol Adversários de Manchester City e Real Madrid rejeitam rótulo de azarão na Champions League: 'Não temos medo'

Adversários de Manchester City e Real Madrid rejeitam rótulo de azarão na Champions League: 'Não temos medo'

Treinadores esbanjaram confiança durante coletivas pré-jogo da Liga dos Campeões

Lance
Lance

Lance

Lance

Se uma palavra pudesse definir as coletivas dos técnicos Marco Rose, do RB Leipzig (Alemanha), e Jacob Neestrup, do Copenhagen (Dinamarca), ela seria coragem. Isso porque os dois profissionais rejeitaram o rótulo de azarão nos duelos diante de Real Madrid e Manchester City, respectivamente, pelas oitavas de final da UEFA Champions League.

➡️ Siga o Lance! no WhatsApp e acompanhe em tempo real as principais notícias do esporte

- Este assunto de sermos "outsiders" não tem valor para mim, porque os jogos precisam ser jogados. Coisas incríveis acontecem no futebol. Nós não temos medo, queremos jogar - afirmou Rose.

O treinador ainda fez questão de destacar que todo o trabalho da temporada anterior, de classificação para a Champions League, foi baseado justamente e desfrutar de momentos como este: uma partida eliminatória diante de uma grande equipe, como o Real Madrid.

- É o que queremos. É por isso que trabalhamos duro na temporada passada e pelo que lutamos na
fase de grupos - finalizou Marco Rose.

Discurso semelhante foi adotado por Neestrup, que usou palavras ainda mais fortes para se referir à equipe comandada por Pep Guardiola. O técnico do Copenhagen classificou o time inglês como o melhor do mundo, mas crê em um duelo equilibrado.

- Para mim, eles são a melhor equipe do mundo no momento. Mas eu não me importo com o quão bons eles são. Confio em nossos jogadores e acredito que podemos ter um bom desempenho e fazer um jogo o mais equilibrado possível - disparou o treinador.

Curiosamente, Pep Guardiola, adversário de Neestrup, fez coro ao discurso do colega de profissão ao rejeitar outro rótulo, dessa vez o de favorito. O espanhol pregou respeito ao Copenhagen, mesmo com a diferença de investimento entre as equipes.

- Tenho um enorme respeito (por eles). Disse aos jogadores que é preciso se preparar mentalmente e estar prontos para sofrer. Será um jogo muito disputado, eu sinto isso - comentou Guardiola em sua coletiva pré-jogo.

Últimas