Futebol Adeus, 2020! Vem, 2021! Corinthians encerra melancólica temporada em jogo decisivo para o adversário

Adeus, 2020! Vem, 2021! Corinthians encerra melancólica temporada em jogo decisivo para o adversário

Nada mais significativo para o ano esportivo do Timão do que terminar com uma partida em que o rival, Inter, será o protagonista. Foco é que o clube tenha uma despedida honrosa

Lance
Lance

Lance

Lance

O Corinthians entra em campo nesta quinta-feira, às 21h30 para um dos jogos mais importantes do Brasileirão-2020, mas somente por conta dos objetivos do adversário, o Internacional, que briga pelo título da competição. Chegar na última rodada como um coadjuvante discretíssimo no campeonato nada mais é do que um símbolo do que foi a melancólica temporada do clube.

TABELA
> Veja classificação e simulador do Brasileirão clicando aqui

GALERIA
> Confira o ranking dos clubes brasileiros com mais participações na Liberta

Há apenas um objetivo para o Timão na 38ª rodada, que é chegar na nona posição na tabela e garantir a classificação direta para a Terceira Fase da Copa do Brasil. Para isso, o Alvinegro precisa vencer o Colorado no Beira-Rio e torcer para o Athletico-PR tropeçar em casa contra o Sport, ou pelo menos empatar no Rio Grande Sul e secar para que o Furacão não pontue na Arena da Baixada.

Muito pouco para um clube do tamanho do Corinthians, que virou o ano brigando seriamente por uma vaga na Copa Libertadores, e viu seu sonho "derreter" rodada após rodada, com choques de realidades e resultados dentro do esperado pela limitação do elenco. No entanto, alguns tropeços em confrontos diretos e contra adversários de menor nível foram cruciais.

Em condições normais, o Timão chegaria a essa última rodada brigando por patamares maiores na competição ou até mesmo o título, mas as consequências de erros administrativos recorrentes e de equívocos na montagem do elenco, não só em 2020, mas em anos anteriores, trouxeram a equipe a essa realidade de meio de classificação, quase para cumprir tabela.

Voltando alguns meses no tempo, mais especificamente a agosto, talvez o principal momento da equipe na temporada tenha sido a final do Campeonato Paulista, perdida para o maior rival, nos pênaltis. Foi o desfecho de uma recuperação quase impossível, já que o clube estava praticamente eliminado na fase de grupos do estadual e até brigava para fugir do rebaixamento.

Interessante também notar que o ápice de uma temporada tenha sido uma recuperação improvável no estadual, mas isso é explicado pelos pontos baixos terem sido muitos, como a eliminação na fase preliminar da Libertadores para o Guaraní-PAR, e nas oitavas de final da Copa do Brasil, para o América-MG, que disputava a Série B. A campanha no Brasileirão, por sua vez, não poderia ser muito diferente, ficando inclusive na zona da degola por uma rodada.

Para não ser injusto, a chegada de Mancini deu um novo rumo para o Corinthians e levou um time desacreditado, que fugia do rebaixamento, para um sonho (novamente) improvável de disputar a Copa Libertadores de 2021. Mesmo que o primeiro objetivo - não cair - tenha sido atingido, sair da briga pela vaga na competição sul-americana foi uma conclusão à altura do sentimento de melancolia do torcedor durante todo esse ano atípico.

Resta agora ao Timão aproveitar esse papel de coadjuvante em jogo decisivo do Brasileirão para tentar uma despedida mais honrosa da temporada 2020, talvez até tirando a possibilidade de título de um clube com o qual tem rivalizado nacionalmente nas últimas décadas. Vencer ou empatar com o Internacional pode ser um prêmio de consolação até melhor do que o 9º lugar.

Últimas