Futebol Acesso, Navarro e Marco Antônio: o que ficar de olho no Botafogo contra a Ponte Preta, pela Série B

Acesso, Navarro e Marco Antônio: o que ficar de olho no Botafogo contra a Ponte Preta, pela Série B

Alvinegro, perto de se garantir na Série A do Brasileirão da próxima temporada, vai ao Moisés Lucarelli; LANCE! elenca pontos a serem observados

Lance
Lance

Lance

Lance

Falta pouco. Na expectativa de garantir o acesso à elite do futebol brasileiro, o Botafogo vai até o Moisés Lucarelli nesta quinta-feira para enfrentar a Ponte Preta às 19h, em partida válida pela 35ª rodada da Série B do Brasileirão. O LANCE! mostra o que ficar de olho no Glorioso.

+ Rival do Botafogo, Ponte Preta vive fase invicta e quer espantar Z4, mas ainda sofre com finalizações e espaço

Tabela: talvez seja impossível não associar Botafogo ao acesso neste momento. A subida para a Série A parece questão de tempo e, se não for confirmada em Campinas, provavelmente será sacramentada diante do Operário, na próxima segunda-feira, no Estádio Nilton Santos.

Rafael Navarro: o camisa 99 é o jogador com mais participações em gols na Série B: 21 ao todo - 13 bolas na rede e 9 assistências. Além do Botafogo lutar pela vaga na elite do Campeonato Brasileiro, o atacante também briga por este posto na estatística individual.

+ Botafogo tem destaques com contratos chegando ao fim: saiba vínculos dos jogadores do elenco

Meio-campo: a Ponte Preta permitiu, em média, mais de 14 finalizações por jogo para os adversários nos últimos quatro compromissos. Apesar de não levar muitos gols, a Macaca dá espaço e 'flerta' com o azar. Chutes de média/longa distância podem ser uma alternativa ao Botafogo neste cenário.

Marco Antônio: o camisa 70 está voando. O jogador se consolidou como um dos principais jogadores do Botafogo na temporada e, sem Chay, terá, mais uma vez, a missão de guiar o meio-campo do Alvinegro. O Alvinegro, vale lembrar, quer contar com ele para 2022.

Diego Gonçalves: após atuações irregulares depois de uma recuperação de lesão, o camisa 11 parece ter recuperado o ritmo de outrora. São três participações diretas em gols nos últimos dois jogos de Série B.

Últimas