Futebol 'A saída de Griezmann foi uma m...', diz Ronald Koeman, técnico do Barcelona

'A saída de Griezmann foi uma m...', diz Ronald Koeman, técnico do Barcelona

Em longa entrevista ao jornal 'Sport', comandante blaugrana afirma que saída do francês ajudou as contas do clube, mas que decisão no último momento o atrapalhou

Lance
Lance

Lance

Lance

Com o fim da janela de transferências, e a pausa na temporada para a Data-Fifa, o técnico Ronald Koeman, do Barcelona, deu uma entrevista para o jornal "Sport", da Catalunha, e abriu o jogo sobre vários temas. O comandante catalão falou de Messi, Griezmann, Philippe Coutinho e outros assuntos.


E a respeito de Antonie Griezmann, que acertou sua volta para o Atlético de Madrid nos últimos minutos da janela de transferências, o treinador holandês afirmou que a perda do francês não foi tão boa. Apesar de entender a situação, Koeman disse que sua saída no fim do mercado atrapalhou seus planos.

- No primeiro dia em que cheguei, Messi queria ir embora, com o famoso burofax. Depois veio a delicada situação financeira do clube, também a moção de censura e a demissão de Bartomeu e da diretoria. São muitos problemas. Não tem sido fácil. Um exemplo de que eu quero ajudar o clube é a decisão tomada com o Emerson. Eu disse ao clube que se o dinheiro importante que pode ser ganho, o Emerson poderia ser vendido para porque temos Dest, Mingueza e até o Sergi Roberto. Não fui intransigente neste sentido.

- Com o Griezmann foi igual, mas com o agravamento que aconteceu no último dia. Foi uma m***. O Griezmann tinha um ótimo contrato e se saísse ajudaria a melhorar o do clube situação financeira. É por isso que concordei com sua saída - declarou Koeman.

+ Veja a tabela e os jogos da La Liga

Como não poderia ser diferente, o treinador foi questionado sobre a saída de Messi de Barcelona, que não deixou o clube após problemas na renovação. O argentino, maior ídolo da história blaugrana, acertou com o Paris Saint-Germain.

- Foi um golpe muito forte. Todo o planejamento da temporada foi feito com ele na equipe. O Leo, além disso, depois do que aconteceu na temporada passada com o burofax, estava super motivado, em um nível muito alto. Claro que perder o melhor do mundo assim é uma coisa que dói e afeta você. Procuramos sempre criar um ambiente e uma equipe em que o Messi se sinta confortável. Ele viu que neste elenco há pessoas com um grande futuro e sentia-se muito querido conosco - afirmou.

Messi e Koeman - Barcelona

Messi e Koeman - Barcelona

Lance

Messi e Koeman juntos no Barcelona (Foto: AVIER SORIANO / AFP)

+ Mbappé, Di María, Pogba… Veja 25 astros que podem assinar pré-contrato com qualquer clube em janeiro

Nomes importantes do elenco, mas que convivem com muitas lesões, Philippe Coutinho e Dembélé receberam a confiança do treinador. Segundo Koeman, ambos terão espeço no time blaugrana, desde que estejam bem fisicamente.

- Claro (Coutinho ser recuperável). Ainda hoje estou 100% convencido de que é um jogador com nível para ter sucesso no Barça. Gosto muito dele. Sobre Dembélé, primeiro ele tem que renovar o contrato, porque é o último ano dele e é importante para o clube que ele renove. Dembélé é um jogador muito, muito bom se estiver fisicamente bem. Quando se recuperar, será um jogador vital - disse Koeman.

Por último, Ronald Koeman também foi perguntado a respeito de Luis Suárez, que deixou o Barcelona no início da temporada passada e foi para o Atlético de Madrid. O holandês afirmou que não se arrepende de sua decisão e que pensou no melhor para o clube.

- Arrependido, não. Vim para o Barça e eles me contrataram para mudar algumas coisas na equipe e pensamos que seria um bom ponto positivo se Luis Suárez saísse. Pensamos que ele iria para a Juventus, não para o Atlético, mas você nunca deve se arrepender de ter tomado uma decisão consciente para o bem da equipe e do clube - finalizou.

Últimas