À espera de um novo final feliz, Flamengo é paciente por Gabigol

Marcos Braz e Bruno Spindel destacaram-se em 2019 nas negociações com desfechos positivos e são trunfos na "novela" pela permanência do artilheiro

Spindel, Braz, Gabigol e Renaldo Belotti na apresentação do camisa 9 em 2019

Spindel, Braz, Gabigol e Renaldo Belotti na apresentação do camisa 9 em 2019

Lance

A torcida do Flamengo aguarda com ansiedade a notícia de que Gabriel Barbosa permanecerá no Ninho do Urubu em 2020. A negociação entre o estafe do atacante, o clube da Gávea e a Inter de Milão, da Italia, segue e, conforme o vice-presidente de futebol Marcos Braz, é preciso ter paciência.

- O Gabriel, ano passado, tivemos definição em janeiro. Se o Flamengo esperou um tempinho a mais lá atrás, quando não tinha resultados que conquistou, por que não vamos esperar agora? Tivemos tanta paciência com outros jogadores. Ele está no tempo dele, a gente tem o nosso - explicou o vice-presidente do Fla.

O Flamengo, desde 2019, tem tratativas com o clube italiano pela compra do atacante brasileiro, que marcou 43 gols na temporada passada, quando defendeu o Rubro-Negro por empréstimo. A definição depende da vontade do próprio atleta e, com a valorização por conta do desempenho na retal final do ano, se chegarão outras propostas mais vantajosas à Inter e ao estafe do atleta.

Oficialmente, a dupla que comanda as negociações por reforços no clube da Gávea adota a cautela, mas não perde a confiança em mais um desfecho positivo para o Flamengo que, no caso, seria a compra de Gabigol e a permanência do camisa 9 nos próximos anos. Desde 2019 juntos, após a eleição de Rodolfo Landim, Braz e Spindel mostraram grande capacidade à frente das tratativas do clube.

- A gente quer que o Gabriel fique. É um jogador fundamental. Jogadores desse nível têm uma série de alternativas. Algumas coisas o Flamengo pode oferecer, outras não. São negociações que passam por uma série de decisões. Ha decisões do Flamengo, do jogador e da Inter. Não tem um detalhe específico impedindo o acerto. Tem que ter tranquilidade - afirmou Spindel, diretor do Fla.

Além da própria negociação por Gabigol, entre o fim de 2018 e janeiro de 2019, Braz e Spindel lideraram as conversas com Rafinha, Filipe Luís, Jorge Jesus, Pablo Marí, Gerson...Em todas essas, os dirigentes foram à Europa e tiveram papel decisivo no fechamento dos reforços - como algum dos próprios atletas e técnico destacaram na última temporada. A expectativa é por mais um sucesso.

Curta a página do R7 Esportes no Facebook. 

Ida ao Real põe Reinier em lista de maiores vendas do futebol brasileiro