Logo R7.com
Logo do PlayPlus
R7 Esporte - Notícias sobre Futebol, Vôlei, Fórmula 1 e mais
Publicidade

Fofão estreia como treinadora da Seleção feminina de vôlei no Sul-Americano sub-17

Campeã olímpica assumiu o cargo em fevereiro de 2023

Lance

Lance|Do R7


Lance
Fofão tenta passar para as jovens atletas a experiência dentro das quadras (Foto: Maurício Val/FV Imagens/CBV)

O primeiro campeonato Sul-Americano sub-17 feminino de vôlei, que começa nesta quarta-feira (27), em Lima, no Peru, marca não só a estreia da nova categoria no cenário mundial, mas será a primeira competição oficial de Fofão como treinadora. Campeã olímpica em Pequim-2008, e com cinco participações nos Jogos (1992, 1996, 2000, 2004 e 2008), a ex-capitã da Seleção agora comanda o time do lado de fora da quadra. O desafio inicial será contra o Chile, às 20h (de Brasília), pelo grupo B da competição continental que dará aos três primeiros colocados vagas no Mundial de 2024. 

- A ansiedade começou a bater. Antes estávamos na fase de preparação, e eu foquei nisso. Agora o dia da estreia está chegando, e a gente começa a visualizar o que pretendemos realizar em quadra, então a ansiedade chega, mas está sob controle. É um sentimento diferente de quando eu ia entrar em quadra. Agora eu preparei um time inteiro para jogar, crio um pouco de expectativa sobre o que trabalhamos. Fica aquele questionamento se vai funcionar ou não, os detalhes da reta final começam a aparecer. Jogar era mais fácil - disse Fofão.

+ Lucarelli se diz animado para o Pré-Olímpico: ‘Expectativa muito grande’

Desde 2022, a Confederação Brasileira de Voleibol (CBV) desenvolve uma política de inclusão de mulheres nas comissões técnicas das seleções de base. Fofão foi nomeada técnica da Seleção feminina sub-17 em fevereiro e fez as primeiras convocações em abril. O processo de preparação da equipe, que busca o título continental, começou em maio e contou com a participação de 56 atletas e sete blocos de treinamentos, seis deles no Centro de Treinamento da CBV em Saquarema, no Rio de Janeiro, e um intercâmbio em Campo Verde, no Mato Grosso.

Publicidade

- Foi um processo de construção muito bom. Formamos uma Seleção a partir de um grupo grande, reunimos informações, fizemos observações em competições, tudo isso nos deu embasamento para formar a equipe. Um trabalho minucioso para podermos escolher as que achávamos as mais prontas para estarem aqui. É uma equipe muito jovem, mas que mostrou evolução ao longo do período que estivemos juntos, o que me dá muito orgulho. Elas estão encarando toda esta experiência como atletas de Seleção - explicou a treinadora.

+ Condição especial para matrícula no curso Gestor de Futebol, aprovado por Dante, Petković, Léo Moura e outros craques. Saiba mais!

Publicidade

O primeiro Sul-Americano sub-17 feminino conta com sete equipes divididas em dois grupos. O Brasil está no grupo B, ao lado do Chile, adversário da estreia, Equador e Colômbia. No grupo A estão Argentina, Bolívia e Peru. Os dois melhores de cada grupo avançam para as semifinais. As três seleções que subirem ao pódio estarão garantidas no Mundial em 2024.

A seleção feminina sub-17 disputa o Sul-Americano em Lima com as opostas Heloísa e Vallentina; as levantadoras Maria Eduarda e Mariana Silva; as centrais Kamilla, Maria Luiza, Mari Cortês e Mariana Gaviolle; as ponteiras Eduarda Zeni, Gabrielly, Laura e Mayara Seles; e as líberos Júlia e Sophia.

Publicidade

TABELA

Primeira fase – Grupo B

Quarta-feira (27) - Brasil x Chile, às 20h (de Brasília)

Quinta-feira (28) - Brasil x Equador, às 18h (de Brasília)

Sexta-feira (29) - Brasil x Colômbia, às 18h (de Brasília)

Últimas

Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com oAviso de Privacidade.