Logo R7.com
Logo do PlayPlus
Publicidade

Flamengo marca nos acréscimos, vence o Corinthians e chega no G6 do Brasileirão

Léo Pereira dá a vitória ao Rubro-Negro aos 48 minutos do segundo tempo. Timão segue na zona do rebaixamento

Lance|

Lance
Lance Lance

Em jogo de poucas emoções, o Flamengo guardou forças para os acréscimos e venceu o Corinthians, por 1 a 0, no Maracanã. Léo Pereira marcou de cabeça aos 48 minutos, após um jogo sem inspiração do Rubro-Negro, que agora ocupa a 6ª posição do Campeonato Brasileiro, com 12 pontos. O gol no final foi um duro golpe para o clube paulista, que teve as melhores chances, mas não conseguiu aproveitar. O time segue na zona de rebaixamento, com apenas 5 pontos

Flamengo e Corinthians deixarão o Campeonato Brasileiro de lado para focar na Copa Libertadores. Ambos os times jogam na quarta-feira, às 21h30, pela quarta rodada da fase de grupos. O Rubro-Negro enfrenta o Ñublense, no Chile. Já o Timão, vai até a Argentina enfrentar o Argentinos Juniors.

+ Confira a tabela e classificação do Campeonato Brasileiro

MUITO ESTUDO, POUCO FUTEBOL

Publicidade

O jogo começou muito truncado, com as equipes priorizando a marcação, sem dar espaços na defesa. O Flamengo tomou a iniciativa, mas esbarrou em um sistema defensivo sólido do Corinthians, que teve a vida facilitada pelos desfalques de Everton Ribeiro e Arrascaeta, que foram vetados no dia do jogo. Sem os meias, O Rubro-Negro encontrou muita dificuldade na criação de jogadas, limitando-se a circular a bola de um lado para o outro sem efetividade.

CORINTHIANS CRESCE

Publicidade

A falta de contundência do Flamengo causou impaciência na torcida e afobação ao time, que passou a errar as jogadas com mais frequência. Bom para o Corinthians que passou a ter chances para contra-atacar. Com espaço para jogar, Róger Guedes passou a ser mais acionado, gerando perigo ao Rubro-Negro. O camisa 10 corintiano foi o responsável por dois bons ataques. No primeiro, serviu Matheus Bidu, que chutou cruzado pelo lado esquerdo. No segundo, chutou cruzado pelo lado direito da área, mas Yuri Alberto não conseguiu chegar.

FLAMENGO ACORDA

Publicidade

Apesar das chances criadas, o primeiro tempo foi extremamente sonolento até os acréscimos do primeiro tempo. Quando a placa de "+4", todos no estádio se questionou pelo tempo acrescido, já que praticamente nada aconteceu. Só que foi justamente neste período que o Flamengo foi mais perigoso. O Rubro-Negro criou duas boas chances, obrigando o goleiro Cássio a fazer boas defesas em chutes de Gabigol e Victor Hugo.

BLITZ DO TIMÃO

Publicidade

Após terminar o primeiro tempo em alta, esperava-se que o Flamengo voltaria do intervalo mais ligado, mas foi justamente o contrário. Antes dos 10 minutos, o Corinthians teve duas chances claras de abrir o placar. Santos errou o chutão, a bola caiu nos pés de Paulinho, que serviu Yuri Alberto. O atacante de frente para o gol, chutou em cima do goleiro. A pressão continuou e mais uma vez o centroavante teve a chance, mas cabeceou para fora.

NAÇÃO NA BRONCA

A pressão do Corinthians sem reação por parte do Flamengo causou irritação no torcedor e esse sentimento chegou ao auge após a substituição de Erick Pulgar por Vidal. Os flamenguistas vaiaram a mexida e chamaram o técnico Jorge Sampaoli de burro. Antes, na saída de Pedro para a entrada de Cebolinha, alguns gritos de burro foram ouvidos, mas de forma tímida.

ABAFA COM SUCESSO

Na reta final do segundo tempo, o Corinthians parecia estar um pouco cansado e diminuiu as escapadas ao ataque, dando indício de que o empate ficaria de bom tamanho. O Flamengo por sua vez buscou o gol até o fim e conseguiu na insistência. Se não deu na técnica, foi na raça, na base do chuveirinho. Como um autêntico centroavante, o zagueiro Léo Pereira se mandou para a área e testou no canto para dar a vitória ao Rubro-Negro, já nos acréscimos.

FICHA TÉCNICA

CAMPEONATO BRASILEIRO - 7ª RODADA

FLAMENGO 1 X 0 CORINTHIANS

Local: Maracanã, Rio de Janeiro (RJ)

Data e hora: 21/05, domingo, às 16h (Brasília)

Árbitro: Rafael Rodrigo Klein

Assistentes: Nailton Júnior de Sousa e Maurício Coelho Silva

VAR: Igor Junio Benevenuto

Público/Renda: 60.352 (pagantes); 64.871 (presentes); R$ 3.616.817,50

Cartões Amarelos: Bruno Méndez, Cássio (Corinthians)

Gol: Léo Pereira (48' do 2ºT)

FLAMENGO (Técnico: Jorge Sampaoli)

Santos, Wesley, Fabrício Bruno, Léo Pereira e Ayrton Lucas; Erick Pulgar (Vidal/17' do 2ºT), Thiago Maia, Gerson e Victor Hugo (Mateus Gonçalves/37' do 2ºT); Gabigol e Pedro (Cebolinha/7' do 2ºT)

CORINTHIANS (Técnico: Vanderlei Luxemburgo)

Cássio; Bruno Méndez (Fagner/36' do 2ºT), Murillo Gil e Matheus Bidu; Paulinho, Fausto Vera e Maycon; Adson (Wesley/27' do 2ºT), Róger Guedes e Yuri Alberto (Romero/45' do 2ºT)

Últimas

Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com oAviso de Privacidade.