Lance Flamengo lamenta morte de Gal Costa e relembra gravação da música 'Samba Rubro-Negro'

Flamengo lamenta morte de Gal Costa e relembra gravação da música 'Samba Rubro-Negro'

Cantora demonstrou carinho pelo clube em algumas ocasiões; em 2010, ela disse ser rubro-negra nas redes sociais

Lance
Lance

Lance

Lance

Ícone da Música Popular Brasileira, Gal Costa faleceu nesta quarta-feira, aos 77 anos, em São Paulo. Clube com maior torcida do nordeste, onde nasceu a cantora, e do Brasil, o Flamengo lamentou a morte nas redes sociais e relembrou a versão da música "Samba Rubro-Negro", de Wilson Batista, gravada pela artista.

+ Flamengo agitando o mercado: confira rumores de transferências

Com mais de 57 anos de carreira, Gal Costa acumulou hits desde a década de 1960 e se tornou uma das cantoras mais importantes do país.

Da sua voz, construíram-se sucessos como "Baby", "Força estranha", "Meu nome é Gal", "Chuva de Prata", "Meu bem, meu mal", "Barato total" e "Pérola Negra". Além dessas canções, o Flamengo relembrou a gravação de "Samba Rubro-Negro", que homenageou o clube pelo tricampeonato carioca em 1955.

- O Clube de Regatas do Flamengo lamenta profundamente o falecimento da cantora Gal Costa, uma das maiores vozes da música brasileira. Em sua trajetória de ouro, a flamenguista Gal regravou o "Samba Rubro-Negro", de Wilson Batista. Desejamos muita força para seus familiares, amigos e fãs neste momento tão difícil - escreveu o clube.

Em 2010, Gal publicou, em sua conta no Twitter, que torcia para o Flamengo. Nascida na Bahia, a nordestina estava assistindo, na época, ao empate em 2 a 2 entre Flamengo e Ceará, no Castelão, pelo Campeonato Brasileiro daquela temporada.

- Gal, vc tá vendo o jogo do Mengão pela TV?? Qual é o seu time mesmo? - disse um fã.

- Sou Flamengo - respondeu a artista.

Confira a letra completa de "Samba Rubro-Negro", regravada por Gal:

Flamengo joga amanhã
Eu vou pra lá
Vai haver mais um baile no Maracanã
O mais querido
Tem Rubens, Dequinha e Pavão
Eu já rezei pra São Jorge
Pro mengo ser campeão
O mais querido
Tem Zico, Adílio e Adão
Eu já rezei pra São Jorge
Pro mengo ser campeão

Pode chover, pode o sol me queimar
Que eu vou pra ver
A charanga do Jaime tocar
Flamengo Flamengo
Tua glória é lutar
Quando o mengo perde
Eu não quero almoçar
Eu não quero jantar

Últimas