Flamengo abre 3 a 0, vê Flu reagir, mas vai à final da Taça Guanabara

Fla foi superior no começo, contou com gols Bruno Henrique, Gabigol e Filipe Luís, viu o Flu reagir com Luccas Claro e Evanilson, mas agora aguarda rival


Em um clássico com emoção até o fim, o Flamengo fez 3 a 2 no Fluminense, nesta quarta-feira (12), no Maracanã, e avançou à final Taça Guanabara. Com a qualidade e intensidade de sempre, o Rubro-Negro chegou a abrir 3 a 0 com Bruno Henrique, Gabigol e Filipe Luís. Mas o Tricolor reagiu, descontou com Luccas Claro e Evanilson, e lutou até o último minuto para tentar o empate.

Agora, o Flamengo fica na espera para saber se enfrenta o Boavista ou Volta Redonda na final da Taça Guanabara.

Não deu nem tempo do torcedor se ajeitar na cadeira do Maracanã ou sintonizar na estação do rádio. Com um minuto de jogo, o Flamengo já estava pressionando e abriu o placar. E o gol não poderia ser de outro jogador. Após jogada ensaiada em cobrança de escanteio, Arrascaeta cruzou pela esquerda, Muriel saiu mal e Bruno Henrique testou para as redes, marcando o seu 12º tento em 14 clássicos disputados com a camisa do Flamengo.



Intenso como sempre, o time de Jorge Jesus não deixou o Fluminense respirar e logo ampliou. Aos 7, a zaga tricolor errou na saída de bola, Gabigol arrancou e tocou na saída de Muriel, fazendo 2 a 0.

Após um primeiro tempo em que só o Flamengo jogou, o Tricolor tentou atacar na volta do intervalo e quase marcou com Evanilson no começo da etapa complementar. Mas quem marcou, de novo, foi o Flamengo. Logo aos quatro, após ótima jogada coletiva, que terminou com Gabigol dando um passe de letra e Filipe Luís finalizando, o Rubro-Negro chegou ao terceiro gol.

Com o seu time pouco ameaçando ao Flamengo, Odair Hellmann colocou Fernando Pacheco no lugar no Wellington Silva. E o peruano mudou o jogo. Aos 15, ele sofreu uma falta pela direita e Nenê cruzou para a área. Yuri escorou de cabeça e o zagueiro-artilheiro Luccas Claro descontou para o Flu. Dez minutos depois, Gilberto foi lançado na direito e cruzou. Na confusão na área, a bola sobrou para Pacheco, que tocou para Evanilson finalizar e marcar o segundo do Flu.

Lutando muito, o Fluminense quase conseguiu o empate. Primeiro, aos 39, até chegou a marcar com Pacheco, mas o árbitro assinalou impedimento, confirmado pelo VAR. Depois, aos 45, o mesmo atacante caiu na área reclamando de um puxão e pedindo pênalti. Mas, após revisão no vídeo, o juiz marcou impedimento do atacante na origem do lance. Ainda nos acréscimos, o Tricolor teve mais gol anulado por impedimento. Dessa vez de Caio Paulista. O Flu acabou ficando no quase e o Flamengo vai em busca de mais um título.

FLUMINENSE 2 X 3 FLAMENGO

Estádio: Maracanã, Rio de Janeiro (RJ)
Data: 12/02/2020, às 20h30
Árbitro: Grazianni Maciel Rocha (RJ) 
Assistentes: Luiz Claudio Regazone (RJ) e Michael Correia (RJ)
VAR: Carlos Eduardo Nunes Braga (RJ)
Público/Renda: 53.571 pagantes/59.025 presentes/R$ 2.028.562,00
Cartão amarelo: Odair Hellmann, Gilberto e Digão (FLU), Willian Arão e Gerson (FLA)

GOLS: Bruno Henrique, 1'/1ºT (1-0), Gabigol, 7'/1ºT (2-0), Filipe Luís, 4'/2ºT (3-0), Luccas Claro, 15'/2ºT (3-1), Evanilson, 25'/2ºT (2-0)

FLUMINENSE: Muriel; Gilberto, Luccas Claro, Digão e Egídio; Henrique (Ganso, 42'/2ºT), Yuri e Nenê; Wellington Silva (Fernando Pacheco, 11'/2ºT), Evanilson e Marcos Paulo (Caio Paulista, 36'/2ºT). Técnico: Odair Hellmann.

FLAMENGO: Diego Alves; Rafinha, Gustavo Henrique; Léo Pereira e Filipe Luís; Willian Arão, Gerson (Diego, 16'/2ºT), Arrascaeta (Michael, 36'/2º) e Everton Ribeiro; Bruno Henrique e Gabriel Barbosa. Técnico: Jorge Jesus.