Lance Federer aposta que recorde de Slams do Big 3 será quebrado

Federer aposta que recorde de Slams do Big 3 será quebrado

Suíço afirmou que seus dias estão contados

Lance
Lance

Lance

Lance

Roger Federer concedeu entrevista à revista GQ e revelou que um dia aparecerá alguém para superar os recordes de 20 títulos de Grand Slams. Ele ocmentou também sobre sua derrota em Wimbledon nas quartas de final para Hubert Hurkacz.

"Os aplausos que recebi depois de perder foi muito especial para mim. Pude sentir o amor e o apoio da multidão. Obviamente, é sempre difícil sair da quadra depois de perder em Wimbledon. Quando você joga uma final, há um troféu cerimônia e tudo demora um pouco mais, mas quando você perde primeiro, você tem que pegar suas coisas e ir embora. Fiz isso rapidamente, pois Hurkacz merecia uma ovação de pé pelo grande jogo que fez. Depois de vários meses, ainda estou muito feliz com a forma como perdi naquele dia. Tem sido um ano e meio muito difícil. Tem sido difícil com a cirurgia no joelho que fiz no ano passado e como minha reabilitação foi lenta. Gostaria de ter chegado a Wimbledon em melhor forma, mas no final, não podia ser. Eu ainda consegui jogar Wimbledon. Apesar do desconforto, consegui chegar às quartas de final e isso é muito bom ”.

"Perder nunca é divertido. Sinto que cada derrota é um retrocesso. Acho que meus dias estão contados. É uma mistura de decepção e raiva que eu poderia ter feito melhor. Há tantos pensamentos passando por sua cabeça que se torna muito difícil ficar com alguns. Enquanto você pensa em tudo, você digere a derrota e se despede do público. Nesse pequeno intervalo entre o túnel e o vestiário você pensa ... que diabos eu vou contar a imprensa ? Tudo se move muito rápido. Mas devo acrescentar que acho que um dos meus grandes pontos fortes é saber como reavaliar rapidamente a situação e ver os aspectos positivos de cada jogo. "

Federer comentou sobre a Olimpíada onde não conseguiu disputar: "A decisão de não jogar as Olimpíadas foi muito difícil. Baseava-se puramente no joelho e eu sabia que não deveria jogar. Claro que teria dado tudo para jogar aquele torneio, mas não fui 100%. Essa é a parte mais difícil na carreira de um atleta. Lidar com esses tipos de contratempos. Isso é algo que eu preciso descobrir. Como você pode seguir em frente depois de superar esses tipos de situações. "

Federer comentou sobre a disputa com Rafael Nadal e Novak Djokovic pelos Slams:

“Djokovic teve um ano fantástico. Será muito interessante ver como nossas carreiras continuam. Francamente, é incrível ver como nós três estamos com 20 Grand Slams. Quando comecei a jogar, o recorde era de 12 majors de Pete Sampras . Então é verdade que ele ganhou mais alguns deles. Em 2009, eu o ultrapassei quando ele chegou aos 15. Aquele momento foi um grande momento para mim. Mesmo assim, acho que Nadal e Djokovic têm uma mentalidade completamente diferente da minha agora . Acho que todos gostaríamos de ganhar mais. Como eu disse antes, perder nas quartas de Wimbledon não é suficiente, mas para mim, você sabe, o caminho tem sido difícil e longo, então minha perspectiva é um pouco diferente do resto. ".

E o futuro depois do Big 3 no tênis, como Federer vê: "Acho que haverá uma geração semelhante a Novak, Rafa e a minha. Hoje é mais fácil dominar em superfícies diferentes. Antes, sim, tínhamos três torneios na grama, mas talvez as margens fossem mais estreitas. Acho que havia jogadores. quadra dura e quadra de saibro, e não havia tantos jogadores que pudessem jogar em todas as superfícies. Claro que Borg sim, mas as coisas eram totalmente diferentes de agora. Os jogadores de tênis antes não perseguiam um Grand Slam atrás do outro como fazem agora. Hoje, essa estratégia marca muito na sua carreira. Acho que haverá um jogador que vai acabar quebrando nosso recorde de 20 Grand Slams, mas não acho que será tão cedo. ”

Últimas