Logo R7.com
Logo do PlayPlus
R7 Esporte - Notícias sobre Futebol, Vôlei, Fórmula 1 e mais
Publicidade

Fabrizio Gallas: 'Maratonista Bia Haddad se RECUSA a perder em Roland Garros'

Coluna de Fabrizio Gallas exalta Bia Haddad e reforça que ela ainda pode jogar um melhor

Lance

Lance|Do R7


Lance
Bia Maia vibra com vitória em Roland Garros / Crédito: FFT

Duas notícias boas sobre Bia Haddad Maia nesta segunda-feira. Número 1 : sua vitória espetacular. Número 2 : ela tem margem para jogar melhor. E BEM melhor.

Como a própria tenista disse na entrevista coletiva: "Tênis não é um tiro de 100m, é uma maratona. Especialmente meus jogos". Hoje foram 3h51min, na rodada anterior 2h47min, a segunda rodada 2h43min.

A brasileira só jogou seu melhor tênis na primeira rodada; Daí por diante vem oscilando demais, mas está vencendo. O que é crucial para um tenista, ganhar sem jogar seu melhor. Mostrar coração, garra, atitude. Se RECUSAR a perder. Ela vem dando um exemplo de que há uma luz no fim do túnel. Foi assim hoje com 7/6 3/0 e duas quebras abaixo, foi assim salvando match-points na rodada anterior. Não se entregar com qualquer circunstância que se tenha.

Bia Haddad segue quebrando marcas. Primeira brasileira nas quartas de um Slam após 55 anos, desde Maria Esther Bueno em 1968.

Publicidade

Ela vai subindo no momento para o 13º lugar no ranking e se for à semifinal pode entrar no top 10 (caso Marie Bouzkova não vença o torneio).

Para alcançar a semi a adversária será a experiente Ons Jabeur. Uma adversária um patamar acima . Que varia muito o jogo e vem de uma cvitória contundente sobre a brasileira no saibro coberto de Stuttgart em abril.

Publicidade

Se oscilar como vem fazendo, as chances serão reduzidas para a brasileira, mas quartas em Paris é também uma novidade para a tunisiana. Ou seja, é provável que ela tenha certo nervosismo também. Para Bia a pressão diminui, ela não entrará como favorita e poderá jogar um pouco mais solta. Ou seja, tendência é de elevar o nível.

Independente do resultado da próxima quarta-feira, a campanha da brasileira é histórica e merece APLAUSOS. Dessa forma. Com letras garrafais.

Publicidade

Curtinhas:

O jogo de Bia contra Sorribes é o terceiro mais longo do feminino na história das 116 edições de Roland Garros. Este jogo entra no top 10 dos jogos mais longos do tênis feminino, empatado na sexta colocação.

Últimas

Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com oAviso de Privacidade.