Logo R7.com
Logo do PlayPlus
R7 Esporte - Notícias sobre Futebol, Vôlei, Fórmula 1 e mais
Publicidade

Fórmula 1: Felipe Massa envia carta e dá início à ação contra a FIA por título de 2008

Cancelamento de corrida 'polêmica' teria dado ao brasileiro campeonato conquistado por Lewis Hamilton, ex-McLaren

Lance

Lance|Do R7

Massa perdeu o título na corrida do Brasil em 2008
Massa perdeu o título na corrida do Brasil em 2008 Massa perdeu o título na corrida do Brasil em 2008

Ex-piloto da Ferrari, Felipe Massa enviou uma carta às principais federações do automobilismo para contestar o título da Fórmula 1 de 2008, conquistado por Lewis Hamilton, que era da McLaren. A medida é o passo inicial para mover uma ação contra a Federação Internacional de Automobilismo (FIA) e a Formula One Management (FOM). A iniciativa do brasileio tem como motivação uma fala do ex-chefão da organização, Bernie Ecclestone, em que admitiu ter ciência do "Singapuragate" ocorrido naquela temporada.

Segundo a agência Reuters, o ex-piloto conta com advogados no Brasil, Reino Unido, Suíça, França e Estados Unidos. Na carta enviada no dia 15 de agosto endereçada a Stefano Domenicali, diretor da F1, e a Mohammed Ben Sulayem, dirigente da FIA, está escrito que "o sr. Massa é incapaz de quantificar totalmente suas perdas nesta fase, mas estima que elas provavelmente ultrapassarão dezenas de milhões de euros. Esse valor não cobre as graves perdas morais e de reputação sofridas pelo sr. Massa".

· Compartilhe esta notícia pelo WhatsApp

·Compartilhe esta notícia pelo Telegram

Publicidade

Ecclestone falou sobre o tema em março deste ano. O antigo mandatário da Fórmula 1 confessou que ele e Max Mosley, então presidente da FIA, souberam da batida proposital de Nelson Piquet Jr., em Singapura, que teve como intuito beneficiar o companheiro Fernando Alonso. Os dois optaram por não agir para "salvar o esporte de um escândalo", mas Ecclestone confessou que a F1 deveria ter cancelado a corrida.

Caso o circuito fosse cancelado, Felipe Massa teria sido campeão mundial daquele ano. O brasileiro, 13º colocado na corrida de Singapura, terminou a temporada apenas 1 ponto atrás de Lewis Hamilton.

Publicidade

A posição ruim de Massa na corrida teve relação indireta com a batida de Piquet. O brasileiro liderava a prova no momento em que a bandeira amarela foi levantada e precisou se direcionar aos boxes, onde foi liberado com a bandeira de reabastecimento ainda presa ao veículo. Com isso, o piloto teve que parar no pit lane, quase bateu em Adrian Sutil e, por ter a liberação considerada "insegura" pelos comissários, recebeu uma penalização.

Na carta, a defesa de Massa expôs que considera o brasileiro vítima de uma conspiração da FIA e da FOM, justamente devido à falta de ação das entidades após o caso.

Fórmula 1: Ferrari vitoriosa de Michael Schumacher será leiloada por mais de R$ 50 milhões

Últimas

Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com oAviso de Privacidade.