Logo R7.com
Logo do PlayPlus
R7 Esporte - Notícias sobre Futebol, Vôlei, Fórmula 1 e mais
Publicidade

Ex-top 10, Ralff Abreu é campeão em Rosario, na Argentina, e quebra jejum de quatro anos

Niteroiense faturou caneco ao lado do carioca Luiz Gimpel

Lance

Lance|Do R7


Lance
Ralff Abreu de cinza e Gimpel de branco / Crédito: Divulgação

O niteroiense Ralff Abreu, ex-top 10 mundial, conquistou, neste domingo, o título do BT 50 de Rosario, na Argentina, evento com premiação total de US$ 4 mil, com pontos para o ranking da Federação Internacional de Tênis.

Ralff, vice-campeão mundial pelo Brasil em 2017, e o carioca Luiz Gimpel derrotaram na final a dupla da argentina formada por Federico Castellano e Emiliano Rossini por 2 sets a 1 com parciais de 4/6 7/5 11/9. Esta é a 13ª conquista nível ITF de Ralff na carreira onde possui 25 decisões e primeira em quatro anos, desde o título em Niterói em 2019.

"Final foi muito dura, condição de muito vento, quadra bem lenta, os argentinos eram de Rosario, fizeram campanha incrível, estavam com domínio do vento, fizeram jogo de muitos lobs. Estivemos sempre agarrados no placar. Vencemos o segundo set e mantivemos a calma no momento decisivo do match tie-break. Estou bem feliz, há muito tempo não era campeão e isso me dá mais confiança para os próximos torneios", destacou o niteroiense, atleta 

patrocinado pela Dropshot e com apoios da Secretaria de Esportes e Lazer de Niterói, Dropshot, Clínica de Vacinação Prophylaxis e Spider Undergrip.

Publicidade

Ralff jogará o próximo evento no Rio de Janeiro que começa na próxima quarta-feira, 18, evento BT 400 com premiação de US$ 35 mil. Ele atuará com o catarinense Mateus Belo.

Sobre Ralff Abreu

Publicidade

Ralff Abreu, nascido em Niterói, em fevereiro de 1983, foi tenista e começou no Beach Tennis em 2011. Tem 13 títulos a nível mundial ITF na carreira.

Em 2017, ao lado de Diogo Carneiro, teve seu melhor ano, alcançando o top 10 do ranking mundial. Foi campeão do ITF de João Pessoa (PB), Maceió (AL), Balneário Camboriú (SC), São Miguel do Gostoso (RN), foi vice-campeão em Guadalupe, Niterói (RJ), vice-campeão Mundial pela Seleção Brasileira por Equipes na Rússia, semifinalista do Mundial de Duplas em Cervia, na Itália.Em 2016 foi campeão Pan-Americano em Aruba e em 2017 venceu a Nations Cup, a Copa das Nações, contra a Itália, no mesmo país.

Em 2019 foi vice-campeão no ITF de Niterói (RJ) e em 2023 levantou o título do BT 50 de Rosario (Argentina).

Últimas

Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com oAviso de Privacidade.