Logo R7.com
Logo do PlayPlus
Publicidade

Ex-esposa de jogador que se assumiu homossexual comenta revelação do atleta

Jakub Jankto, do Sparta Praga, publicou vídeo nas redes sociais dizendo que 'não queria mais esconder' a homossexualidade

Lance|

Jakub Jankto, o primeiro jogador de seleção a se declarar homossexual
Jakub Jankto, o primeiro jogador de seleção a se declarar homossexual Jakub Jankto, o primeiro jogador de seleção a se declarar homossexual

Markéta Ottomanská, ex-esposa de Jakub Jankto, jogador de futebol que se assumiu homossexual nessa segunda-feira, comentou a revelação feita pelo ex-marido. Em entrevista ao portal tcheco "Idnes", ela deu apoio ao atleta e disse que estava orgulhosa da atitude.

"Estou muito orgulhosa por ele ter conseguido reunir forças para ir a público. Ele é o primeiro jogador de futebol em atividade a anunciá-lo. Os únicos que admitiram são os aposentados, todos os outros guardam segredo. Eles têm medo do que as pessoas vão dizer", falou.

Ottomanská também revelou que estava com medo da reação pública após a revelação e contou que Jankto recebe mensagens com ameaças.

"Tinha medo de que as pessoas não o aceitariam como ele é. Estava estressada por ele. Ainda há muitas pessoas que lhe enviam mensagens privadas ameaçando-o. É terrível que isso ainda aconteçam hoje em dia. Estranhos que se interessam pela vida dos outros", disse.

Publicidade

Markéta Ottomanská e Jakub Jankto se separaram em junho de 2021. Durante o casamento, o casal teve um filho, que hoje tem três anos de idade. Na entrevista, a mulher contou que tem uma relação amigável com o ex-marido atualmente e as brigas na época do divórcio ficaram para trás.

A revelação de Jankto

Em uma publicação nas redes sociais nessa segunda-feira, o jogador Jakub Jankto, do Sparta Praga, da República Tcheca, revelou ser homossexual. Em um vídeo de quase um minuto, o tcheco, de 27 anos, afirma que quer viver sem precisar esconder a verdade.

Publicidade

"Olá, sou Jakub Jankto. Como todo mundo, eu tenho meus pontos fortes. Eu tenho minhas fraquezas. Eu tenho uma família. Eu tenho meus amigos. Tenho um trabalho que tenho feito da melhor forma, há anos, com seriedade, profissionalismo e paixão. Como todo mundo, eu também quero viver minha vida em liberdade. Sem medos. Sem preconceito. Sem violência. Mas com amor. Sou homossexual e não quero mais me esconder", disse o atleta.

Piqué não é o único, outros atletas também traíram companheiras e viraram assunto por isso

Últimas

Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com oAviso de Privacidade.