Lance Ex-diretor do Atlético-MG responde ex-empresário de Fred: 'Ri demais da entrevista'

Ex-diretor do Atlético-MG responde ex-empresário de Fred: 'Ri demais da entrevista'

Lásaro Cândido explicou situação envolvendo Fred e Galo e desmentiu versão do empresário

Lance
Lance

Lance

Lance

Após a entrevista do ex-empresário do atacante Fred, Francis Melo, que disse que o Atlético-MG não quis receber o valor de R$ 10 milhões pela transferência do atacante do Galo direto para o Cruzeiro, o ex-diretor jurídico do clube na época, Lásaro Cândido, que também era vice-presidente da agremiação na época, respondeu.

Em conversa com a Valinor Conteúdo/Lance, ele explicou o que aconteceu e garantiu que foi tentado contra o Galo uma jogada.

- Eu ri demais (da entrevista). Me mandaram ontem esse trecho da entrevista, eu ri demais. Na verdade, tentaram fazer uma jogada que foi a seguinte: tinha lá o Atlético tinha um débito com WRV que era objeto de recurso. É um caso antigo, tempo de Ricardo Guimarães, enfim...É um caso antigo, quando o caso foi afunilando, não tinha decisão final, quando surgiu essa questão com o Fred. Então eles tentaram uma jogada para, assim, desviar o crédito do Atlético para a WRV. Enfim, a jogada não tinha nenhum respaldo jurídico porque a WRV poderia executar o Atlético com todo crédito que o Atlético tivesse na praça, patrimônio e tal - iniciou Lásaro que disse ainda que o pedido feito não tinha sustentação jurídica.

- Eles fizeram diferente, atuaram ali em conluio na operação mandando intimar o Cruzeiro para efetuar o pagamento diretamente para a WRV. Juridicamente não tem sustentação, não tinha operação com o Cruzeiro, isso não existia, não existia na discussão jurídica. Isso é daquelas jogadas de gente que não tem a menor noção de conhecimento jurídico e matamos ela no ato. Não é concordar em pagar ou não, eles tentaram tirar a responsabilidade do Fred usando outras pessoas, Cruzeiro e WRV. Na época foi divulgado que os advogados do Cruzeiro e da WRV teriam interesse, tentaram uma jogada e recorremos e foi acatado. Não tinha sustentação. A discussão da WRV estava em andamento e outra, o que o Cruzeiro tinha a ver com a história? A história foi bizarra. Não tinha conexão jurídica. É um fake, criaram um factoide mais bizarro do mundo. Eu vi um trecho da entrevista. O Cruzeiro não pertencia ao processo, o executado era o Fred. Veja bem se o Atlético ia abrir mão de receber o valor - acrescentou.

Em entrevista ao Bora Pra Resenha PodCast, o ex-empresário de Fred, Francis Melo, disse que o Atlético-MG não quis receber o valor da transferência.

- O Atlético tinha uma dívida com o pessoal da WRV. Uma dívida de R$ 60 e tantos milhões. E o Cruzeiro tinha que pagar esses R$ 10 milhões. [...] O Cruzeiro fez contato com a WRV e falou: 'Eu vou pagar o Atlético, negocia aqui comigo, eu te pago em X vezes e morreu o assunto' - iniciou Francis Melo, ex-agente de Fred, em entrevista ao Bora Pra Resenha PodCast.

Tudo aconteceu no fim de 2017 e início de 2018. O Galo informou que não contaria mais com o futebol de Fred, que na época tinha um dos maiores salários do elenco. E liberou o atleta para conversar com outras equipes. No entanto, no acordo, menos o Cruzeiro. Todavia, no dia seguinte à confirmação de saída, Fred assinou contrato com a Raposa. Porém, no acordo tinha uma cláusula dizia que o atacante não poderia firmar vínculo com o Cruzeiro e caso optasse por isso teria de pagar ao Galo R$ 10 milhões. Ainda dizia que Fred e seus empresários tinham que informar isso à diretoria do clube celeste em caso de negociação.

Atlético-MG e Fred ainda discutem na justiça a questão referente a multa. O valor atualizado já passa da casa dos R$ 40 milhões por causa de correções monetárias e juros. A última atualização do caso foi a marcação de uma audiência de conciliação para o último 25 de novembro.

Últimas