Lance Etapa do Giro da Itália tem chegada sensacional; português segue em 1°

Etapa do Giro da Itália tem chegada sensacional; português segue em 1°

A diferença do vencedor Demare para Sagan (em segundo e  há 15 meses sem chegar na frente) e Ballerini foi de centímetros; João Almeida lidera por tempo

Lance
Lance

Lance

Lance

Não foi desta vez que Peter Sagan acabou com o seu jejum de vitória. Na quarta etapa do Giro da Itália - Catania até Villafranca Tirrena, 149km com uma montanha dura na metade do percurso e final em plano - o ciclista mais midiático e idolatrado da atualidade puxou o sprint nos 300 metros finais, assumiu a liderança, mas chegou embolado com Arnaud Demare (francês da Groupama) e Davide Ballerini (italiano da quickstep). A diferença entre os três primeiros foi de menos de 10cm (um pneu) e o vencedor foi somente definido no photofinnish, cinco minutos depois da chegada: deu o campeão francês Demard. Sagan, eslovaco que defende a Bora, chegou em segundo lugar e segue sem vencer uma etapa nas provas ciclísticas desde julho de 2019. Ballerini foi o terceiro.

Como a prova teve final plana, definida pelos velocistas com todo o pelotão em bloco com o mesmo tempo do líder (3h22m13s), não ocorreu diferença na liderança da classificação geral. O português João Almeida (Quickstep) está em primeiro lugar com 11h06m36s. Almeida entrou na etapa com o mesmo tempo do vice-líder, o equatoriano Jonathan Caicedo, mas ganhou bônus de tempo em disputa intermediárias e agora está 2s do atleta da EF. Pello Bilbao (espanhol da TBM) é o terceiro, 39s atrás.



A nota mais importante do dia foi protagonizada pelo britânico Geraint Thomas, Um dos dois maiores favoritos ao título geral, o capitão da Ineos abandonou o Giro. Ele teve uma queda um pouco antes da largada da etapa 3, nesta segunda-feira, e realizou exames que constataram uma microfratura no quadril. Como já estava 11 minutos atrás dos líderes (pois chegou se arrastando na etapa 3), Thomas e sua equipe Ineos definiram pelo abandono. Com isso, Vicenzo Nibali (italiano da Trek) surge como o grande favorito para o título - ele ganhou em 2013 e 2016. No momento, Nibali ocupa a posição 6, 57 segundos atrás de João Almeida.

A quinta etapa do Giro, nesta quinta-feira, é de montanha, bastante dura, uma delas com 4km de subida. Vai de Mileto a Silano (225km) com muita possibilidade de vitória da fuga ou dos ciclistas que sonham com o título.

Últimas