Lance Esquiva faz sparring com campeão mundial antes de luta nos EUA

Esquiva faz sparring com campeão mundial antes de luta nos EUA

Brasileiro treina para enfrentar russo Artur Akavov em 20 de fevereiro, em Las Vegas. Medalhista olímpico está entre os melhores do mundo em três organizações de boxe

Lance
Lance

Lance

Lance

O brasileiro Esquiva Falcão segue em Riverside, nos Estados Unidos, visando seu próximo combate como profissional, marcado para 20 de fevereiro, contra o russo Artur Akavov. O combate na categoria dos médios será em Las Vegas, nos Estados Unidos, com todo o protocolo de segurança contra o Covid-19 exigido pelas autoridades locais.

Sob o comando de Robert Garcia, o medalhista olímpico faz sparrings contra adversários de alto nível, como o porto-riquenho Carlos Adames e o norte-americano Anthony David Benavidez, que tem dois cinturões mundiais em categorias diferentes.

A preparação segue intensa com dois treinos diários, incluindo atividades aeróbicas e de musculação. O atleta está próximo de entrar no peso para o combate, que será no máximo combinado de 162 libras ou 73.48kg.

- Estamos treinando três vezes por dia, sendo muito puxado, muito bom! Porque o adversário que eu vou lutar é o melhor até hoje no profissional! Acredito que vai ser uma boa luta, estou preparando muito bem! Meu adversário teve chances de cinturão mundial e agora é a minha vez. Então acredito que uma vitória por nocaute vai me deixar bem próximo do meu objetivo - disse Esquiva Falcão.

O medalhista olímpico está entre os melhores do mundo em três organizações de boxe internacional nos médios (até 72,5 kg). Seu desempenho após a medalha de prata de Londres 2012 é de 27 lutas e 27 vitórias, sendo 19 por nocaute.

- Eu e minha equipe estamos treinando, focando nesse adversário. Vai ser uma boa luta, eu conto com a torcida de todos! Vamos para mais uma vitória e se Deus quiser vai ser uma vitória por nocaute - contou o capixaba.

- Estou ranqueado nas três principais organizações do boxe atualmente. Em todas elas estou entre os dez maiores do mundo. Na IBF estou entre os três e vencendo essa luta pode ter certeza que a próxima será pelo cinturão.

Últimas