Logo R7.com
Logo do PlayPlus
R7 Esporte - Notícias sobre Futebol, Vôlei, Fórmula 1 e mais
Publicidade

Revezamento 4x100m do Brasil leva bronze no Mundial de piscina curta

Matheus Santana, Marcelo Chierighini, César Cielo e Breno Correia garantiram a medalha

Esportes Olímpicos|Do R7


Matheus Santana, César Cielo, Marcelo Chierighini e Breno Correia no pódio
Matheus Santana, César Cielo, Marcelo Chierighini e Breno Correia no pódio

Nesta terça-feira teve início o mundial de piscina curta em Hangzhou, na China. O Time Brasil teve uma mistura de altos e baixos, mas conseguiu a medalha logo no primeiro dia no revezamento 4x100 livre. Matheus Santana, Marcelo Chierighini, César Cielo e Breno Correia conquistaram o bronze para o Brasil com o tempo de 3m05s15. Guilherme Guido, Caio Pumptis e Leonardo dos Santos também foram bem em suas provas.

Após o dia inteiro de competições, o Brasil só conseguiu um lugar no pódio na última prova do dia. O revezamento 4x100 deu o terceiro lugar para o país (Ouro para os EUA e prata para a Rússia) e pode ter marcado começo de uma despedida das piscinas. Fazendo parte do grupo que conquistou a medalha, César Cielo comemorou o fato de ter se tornado o maior medalhista do Brasil em mundiais e admitiu que o fim da carreira está chegando.

Nos 100m costas, quem se destacou foi Guilherme Guido. Aos 31 anos, o brasileiro bateu o recorde sul-americano nas semifinais e se classificou para às finais da prova com o segundo melhor tempo no geral (49s45). Estreando em mundiais, Fernando Scheffer, de 20 anos, quebrou o recorde sul-americano dos 400m livre nas eliminatórias, avançou à final, mas acabou ficando apenas na oitava posição.

Outros dois brasileiros que participaram de seus primeiros torneios mundiais foram Caio Pumputis, de 19 anos, e Leonardo Santos, de 23. Os nadadores se classificaram para às finais dos 200m medley, mas acabaram em quinto e sexto, respectivamente. Luiz Altamir disputou a final dos 200m borboleta e acabou a prova na sexta posição. O desempenho inferior ficou por conta de Felipe Lima e João Gomes Júnior, que eram esperança de medalha no peito, mas acabaram parando nas semifinais da prova. A competição tem sequência nesta quarta-feira.

Curta a página do R7 Esportes no Facebook. 

Últimas

Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com oAviso de Privacidade.