Logo R7.com
Logo do PlayPlus
R7 Esporte - Notícias sobre Futebol, Vôlei, Fórmula 1 e mais
Publicidade

Federer lamenta vice: ‘É doloroso, mas eu não quero ficar deprimido’

Suíço teve duas chances de vencer Novak Djokovic, mas acabou sendo derrotado no tiebreak do quinto set e ficou com 2º lugar em Wimbledon

Esportes Olímpicos|Do R7


Roger Federer em ação na final de Wimbledon, contra Novak Djokovic
Roger Federer em ação na final de Wimbledon, contra Novak Djokovic

Protagonista de uma das maiores partidas da história do tênis, o suíço Roger Federer compareceu à sua última coletiva de imprensa no torneio de Wimbledon neste ano demonstrando uma postura positiva, apesar de sentir a dor da derrota.

“Eu sempre me forço a enxergar as coisas pelo melhor lado possível. Foi definitivamente dolorido ter aquelas duas chances”, comentou o suíço, fazendo alusão aos dois match-points que teve no 8/7. “Eu estava feliz de estar com 8/8, 9/9, olhava pelo lado positivo, não estava com uma quebra abaixo.”

“É complicado jogar contra ele, você precisa pressionar durante todo o tempo e forçá-lo a cometer erros não forçados, e ao mesmo tempo você precisa assumir uma postura agressiva. Eu achei que tivesse conseguido isso, mas Novak estava jogando igualmente bem. Não importa quem foi o melhor, eu sei o que fiz bem e o quão perto da vitória eu estive. Posso ficar feliz com minha performance.”

Leia também

O suíço, dono de oito títulos no torneio, ficou com seu quarto vice-campeonato na grama britânica, e comentou a dificuldade de digerir uma derrota como essas. “Tenho que superar, seguir em frente e tentar esquecer. Seguirei tentando tirar boas lições dessa partida, porque houveram toneladas de momentos bons, mas é claro que dói, como qualquer derrota em Wimbledon.”

Publicidade

“É um arranjo mental e eu sou muito bom em seguir em frente. Sinceramente, não quero ficar deprimido por ter perdido uma partida incrível como essa. Estou feliz que joguei tão bem como joguei e por ter me sentido tão bem ao longo do torneio. Não sei bem o que sinto agora. Foi uma oportunidade incrível que perdi, mas a vida é o que ela é”, pontuou o suíço.

Vão fazer falta! Relembre craques que encerraram a carreira neste ano

Últimas

Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com oAviso de Privacidade.