Logo R7.com
Logo do PlayPlus
Publicidade

Entidade pede banimento de JP Azevedo, surfista responsável por agredir norte-americana

Brasileiro teve vídeo de agressão vazado na praia de Bali, na Indonésia, nas redes sociais 

Lance|

Lance
Lance Lance

A União Brasileira de Mulheres (UBM), presidida por Vanja Andrea Santos, se manifestou contra o surfista JP Azevedo. A entidade foi até a Confederação Brasileira de Surfe para pedir o banimento do atleta responsável pela agressão a surfista Sara Taylor, em Bali, na Indonésia, em competições no território brasileiro.

O pedido usa como base as imagens vazadas na internet da agressão do surfista. Os advogados da União, Carlos Nicodemos e Maria Fernanda Cunha, defendem o banimento e o acusam de misoginia e violência contra a mulher.

+ Ex-namorada de JP Azevedo relembra agressão durante relação com o surfista: 'Surra muito forte'

O caso

Publicidade

No início deste mês de abril, o surfista JP Azevedo teve vídeos de agressão a norte-americana vazado nas redes sociais. O incidente aconteceu na praia de Bali, na Indonésia. A mulher prestou Boletim de Ocorrência após o caso às autoridades do país.

+ Ex de brasileiro que agrediu norte-americana expõe perfil violento do surfista

O brasileiro chegou a se manifestar nas redes sociais após ter o caso divulgado mundialmente. JP chegou a declarar que confundiu a mulher com um homem e pediu desculpas publicamente pelo incidente.

Últimas

Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com oAviso de Privacidade.