Logo R7.com
Logo do PlayPlus
Publicidade

Entenda a especulação de Max Verstappen na Mercedes e a batalha entre Jos e Horner

Pai de Max e o chefe de equipe da Red Bull podem decidir o futuro do atual tricampeão

Lance|

Lance
Lance Lance (Lance)

Nas últimas horas o mundo da Fórmula 1 foi impactado com mais um especulação. Seguindo a grande polêmica da Red Bull com Christian Horner, Max Verstappen pode deixar a equipe austriaca e se mudar para a Mercedes em 2025. Ainda tudo se passa por rumores, mas o envolvimento de Jos Verstappen pode mudar tudo.

➡️ Siga o Lance! no WhatsApp e acompanhe em tempo real as principais notícias do esporte

Para quem não sabe, o chefe de equipe da Red Bull, Christian Horner, foi acusado por assédio sexual por uma funcionária da equipe. Horner teria enviado mensagens de cunho sexual à funcionária que fez a denúncia durante "um período de tempo considerável". Christian teria tentado chegar a um acordo com a funcionária, oferecendo o valor de £650 mil (aproximadamente R$ 4 milhões), que foi recusado pela denunciante.

➡️ Em meio a polêmica, Christian Horner vai ao GP do Bahrein com esposa

Publicidade

Max Verstappen tem contrato com a Red Bull até 2028, mas com uma cláusula para sair da equipe já ano que vem. A especulação do tri-campeão mundial se mudando para Mercedes ganharam força desde o último final de semana, já que a batalha interna entre Jos Verstappen, pai de Max, e Christian Horner se tornaram públicas.

Existe um receio do lado austríaco da Red Bull que a turbulência envolvendo Christian Horner pode não só tirar Verstappen da equipe, mas como também o designer, Adrian Newey, e até causar uma ruptura na parceria com a Ford para 2026. Há também uma desconfiança de que o caso envolvendo Horner possa ter sido uma armação encabeçada por Jos Verstappen.

Publicidade

➡️ Verstappen brilha no Bahrein e vence primeiro GP da Fórmula 1 em 2024

O timing da revelação da investigação contra Horner é suspeito, já que foi apenas quatro dias após o anúncio da transferência de Hamilton para a Ferrari. O veículo que deu o furo foi o jornal holandês "De Telegraaf", que possui laços com a família Verstappen. O compartilhamento dos arquivos polêmicos de Christian para todos os jornalistas credenciados da Fórmula 1 também indicam que quem está por trás é alguém com vasto conhecimento do paddock. Jos nega que que o vazamento tenha partido dele, porém afirma em entrevistas que a posição do chefe da Red Bull “não é mais sustentável”.

Publicidade

O rumor na Mercedes começou após Jos Verstappen ser visto com o Toto Wolff, chefe da equipe alemã, no paddock do Grande Prêmio do Bahrein. Ao ser perguntado pela imprensa espanhola sobre a transeferência, Toto respondeu de forma simples: "Tudo é possível".

➡️ Calendário da Fórmula 1 2024: veja todos os GPs e datas

E realmente, tudo é possível nesse caso. Verstappen pode sim ir para a Mercedes ano que vem, mas também pode ser que não, o fator essencial será a briga entre Jos e Horner. Com o novo de projeto de motores da Red Bull com a Ford, Max pode desconfiar do projeto e buscar novos ares ao lado de uma grande montadora como é a equipe alemã.

Últimas

Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com oAviso de Privacidade.