Logo R7.com
Logo do PlayPlus
Publicidade

Endrick enaltece Seleção Brasileira e lembra de críticas: 'Todas as pessoas estavam me atirando pedras'

Atacante voltou a brilhar pelo Brasil

Lance|

Lance
Lance Lance (Lance)

Endrick brilhou no empate da Seleção Brasileira contra a Espanha nesta terça-feira (26), assim como diante da Inglaterra. Ele foi abraçar a família nas arquibancadas do Santiago Bernabéu após anotar o gol de empate do Brasil no amistoso, viu evolução do time e lembrou das críticas sofridas na temporada passada.

➡️ Siga o Lance! no WhatsApp e acompanhe em tempo real as principais notícias do esporte

O atacante de 17 anos explicou que correu em direção aos familiares pois eles estiveram ao seu lado nos momentos difíceis, quando "todas as pessoas atiravam pedras".

- No final abracei minha família porque só eles estiveram comigo quando eu estava em uma fase não tão boa. Todas as pessoas estavam me atacando pedras, me criticando. Portais, jornalistas… Toda a imprensa, e só eles (família) estavam ao meu lado. Transformaram minha cabeça, agradeço muito à essas pessoas da minha vida. Meu irmão pediu para eu fazer um milhão de gols hoje, estou louco para chegar ao Brasil e dar um abraço nele - disse Endrick, ao final do jogo da Seleção Brasileira.

Publicidade

O jogador explicou como foram as preleções da equipe treinada por Dorival Júnior. Ele ressaltou a evolução do time e ressaltou a luta contra o racismo.

- A gente quer sempre vencer. O Danilo tava falando na roda hoje que precisamos mostrar a cara do Brasil, o Vini também falou para colocarmos o Brasil no topo, de onde nunca deveria ter saído. Para isso, a gente precisa ganhar campeonatos e jogos. Não prometemos ganhar todos os jogos, mas não vai faltar raça, determinação e garra. Um fato dessa partida também foi o Vini ser capitão, nós e os brasileiros estamos lutando contra isso e não vamos parar.

Publicidade

Endrick também contou que, desta vez, anotar gol pela Seleção Brasileira não tirou seu foco do jogo. Diante da Inglaterra, o atleta revelou que balançar as redes o "atrapalhou".

- Quando falei no primeiro jogo, que fiz o meu primeiro gol e só conseguia pensar nele, me afetou um pouco. Na segunda bola que tive, entrei numa leveza impressionante. Entrei no aquecimento no Bernabéu, antes só tinha ido até as escadas para tirar foto e agora pude jogar. Muito feliz e contente.

Publicidade

➡️ O QUE VEM POR AÍ?

A Seleção Brasileira voltará a jogar amistosos em junho, antes da Copa América.

Últimas

Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com oAviso de Privacidade.