Enderson fala em 1º tempo 'decepcionante' do Cruzeiro e evita justificar derrota para o América-MG

O treinador da Raposa foi muito questionado sobre suas escolhas para o clássico diante do Coelho, que venceu por 2 a 1 no Mineirão

Lance

Lance

Lance

A derrota do Cruzeiro para o América-MG por 2 a 1, neste sábado, 29 de agosto no Mineirão, pela sexta rodada do Campeonato Brasileiro da Série B deixou o técnico Enderson Moreira decepcionado. O treinador celeste admitiu que o primeiro tempo da equipe foi muito ruim e evitou dar justificativas para mais uma apresentação fraca do time celeste.

-Acho que o nosso primeiro tempo foi decepcionante e decisivo no resultado da partida, assim como acho que no segundo tempo a gente buscou, lutou, melhorou muito na tentativa de poder buscar o empate e, buscando o empate, de poder buscar a virada, porque tudo o que a gente quer sempre é entregar ao nosso torcedor as vitórias. O segundo tempo foi de uma equipe que já se ajustou mais, já buscou mais o gol, já jogou mais, sem passar tanto aperto lá atrás-disse em sua coletiva pós-jogo.

Enderson Moreira pediu tempo mais uma vez para que este elenco consiga se ajustar e conseguir reagir na temporada, já que o Cruzeiro não vence há quatro jogos, sendo três na Série B e um pela Copa do Brasil quando empatou e foi eliminado pelo CRB.

-Se você for avaliar um pouquinho, eu, antes de começar as competições, comentei que a gente teria muitas dificuldades nas dez primeiras rodadas, pagando a punição, pagando pelo encaixe nesta competição. Mas eu tenho muita convicção de que nós vamos dar uma volta, vamos nos recuperar. Isso tudo tem servido de aprendizado para todos nós, para o grupo, para a maturidade desses meninos que são mais jovens. Isso é importantes para que a gente possa crescer e se desenvolver-explicou.

Mostrando otimismo, apesar do mau momento da equipe, Enderson Moreira acredita em uma melhora do time e que este grupo vai subir o Cruzeiro de divisão em 2021. Para isso, busca pelo rápido entrosamento do elenco celeste.

-Estamos buscando. Não é fácil. E eu posso garantir que, por mais que as pessoas possam falar neste momento que a gente não vai conseguir, nós vamos conseguir. Você pode ter certeza absoluta que o Cruzeiro vai conseguir isso. A gente está trabalhando muito nesse sentido. É uma reformulação total de um elenco- disse, para em seguida demonstrar insatisfação com o futebol apresentado pela Raposa nos últimos jogos.

-Ninguém está satisfeito. Mas a gente tem que ter tranquilidade para dar os passos em busca do que a gente acha que é melhor. Nós já fizemos avaliações de vários setores, a direção está no mercado, a gente está tentando de todas as formas, dentro das dificuldades que o clube apresenta. E eu sempre soube que não ia ser fácil. Ninguém passa pela Série B sem ter momentos difíceis. Todo clube que cai e disputa esta competição tem momentos extremamente complicados. Mas o mais importante é que a gente possa reagir o quanto antes, porque precisamos muito voltar a pontuar, fazer boas partidas e mostrar aquilo que, em alguns momentos, conseguimos fazer, mas fazendo de maneira mais constante-concluiu.

O Cruzeiro está na 14ª colocação da Série B, com quatro pontos ganhos, mas pode perder mais posições ao fim da rodada se CSA e Brasil de Pelotas vencerem seus jogos contra CRB e Operário-PR.

O time gaúcho será o próximo rival do Cruzeiro. Na quarta-feira, 2 de setembro, às 21h30, a Raposa jogar contra o Brasil no Estádio Bento Freitas pela sétima rodada do campeonato.