Lance Empresário critica Peres e diz que esperava ter levado Bruno ao Fla

Empresário critica Peres e diz que esperava ter levado Bruno ao Fla

Denis Ricardo afirmou ter sido liberado pelo Santos para negociar com o Rubro-Negro uma proposta 'muito vantajosa para todos os lados' e irritou com desistência do Alvinegro

Denis Ricardo afirmou ter sido liberado pelo Santos para negociar com o Rubro-Negro uma proposta 'muito vantajosa para todos os lados' e irritou com desistência do Alvinegro

Lance

Lance

Lance

O empresário Denis Ricardo se mostrou bastante incomodado com a desistência do Santos em vender seu cliente, Bruno Henrique, ao Flamengo. De acordo com o agente, o Peixe, pelo nome do presidente José Carlos Peres, liberou o estafe do atacante para negociar com o Rubro-Negro, mas voltou atrás com a chegada do argentino Jorge Samapoli ao comando técnico. A desistência irritou o empresário, que agora espera uma valorização de Bruno.

- Nós só negociamos com o Flamengo porque tivemos a autorização do Santos. E isso nos fez entender que os clubes já tinham um entendimento. O Bruno tem um carinho enorme pelo Santos, mas, financeiramente, a proposta do Flamengo é muito melhor. E o calendário de 2019 também é mais atrativo, com a disputa da Libertadores. As cifras envolvidas seriam uma boa para todos. Até porque o Bruno já está prestes a completar 28 anos de idade - disse o agente, ao Yahoo Esportes, e completou:

- Estou surpreso com a demora no desfecho, pois o Peres nos autorizou a conversar com o Flamengo. Se mudou de ideia, terá que nos apresentar algo, pois isso está desagradável e expôs o atleta.

O Flamengo ofereceu mais de R$ 20 milhões para contar com o atacante de 27 anos. O Rubro-Negro também estava disposto a envolver dois de seus atletas em empréstimos para o Santos. Mesmo assim, o clube paulista se recusou a vender o jogador para o time da Gávea.

O desfecho negativo à negociação se deu com a chegada de Sampaoli ao Peixe. O argentino considera o atacante um dos melhores de seu elenco e deixou claro à diretoria que espera a manutenção do jogador para 2019. O Cruzeiro também manifestou interesse em Bruno, mas as negociações não caminharam.