Lance Empresária que levou Ronaldinho ao Paraguai diz estar em perigo

Empresária que levou Ronaldinho ao Paraguai diz estar em perigo

Advogado de Dalia López justificou situação da cliente para ter habeas corpus; ela está foragida desde 7 de março, um dia após prisão de ex-jogador

Lance
  • Lance | por Lance

Dalia Lopez convidou Ronaldinho para lançar livro no Paraguai

Dalia Lopez convidou Ronaldinho para lançar livro no Paraguai

Gloria Ferres/EFE - 4.3.2020

Responsável pela chegada de Ronaldinho e Assis a cidade de Assunção, no Paraguai, Dalia López está foragida desde o dia 7 de março pela Justiça do país, quando foi expedido um mandado de prisão contra ela.

Na última quinta-feira, o advogado que defende Dalia apresentou um pedido de hábeas corpus genérico ao juiz penal Rolando Duarte, com uma pequena defesa da empresária sobre seu esconderijo.

- Entrei com a ação porque estou em perigo iminente de ser privada da minha liberdade física - afirma no documento.

Dalia foi a responsável por contratar Ronaldinho para uma ação promocional. Presidente de uma fundação beneficente, o ex-jogador foi chamado para emprestar sua imagem a um lançamento de um livro.

Isso desencadeou inúmeros problemas que levaram à prisão de Ronaldinho e Assis, seu empresário. Os dois ficaram presos em um presídio por mais de um mês, e hoje se encontram em prisão domiciliar em um hotel de luxo na capital paraguaia.

Ronaldinho e Assis entraram no país e apresentaram passaportes falsos, mesmo sem a necessidade de adentrar ao país com o documento por conta do acordo entre países do Mercosul. A polícia iniciou uma investigação e ambos são suspeitos de participarem de um esquema de lavagem de dinheiro.

Curta a página do R7 Esportes no Facebook.

Preso em hotel de luxo, Ronaldinho ganha 'sala para embaixadinhas'

Últimas