Logo R7.com
Logo do PlayPlus
R7 Esporte - Notícias sobre Futebol, Vôlei, Fórmula 1 e mais
Publicidade

Emiliano Díaz destaca força da torcida do Vasco e mira alto no Brasileiro: 'Não é só sair da zona'

Auxiliar de Ramon Díaz comanda o time e consegue vencer pela primeira vez como interino no Brasil

Lance

Lance|Do R7


Lance
Emiliano Díaz é auxliar e filho de Ramon Díaz, que estava suspenso contra o Atlético-MG (Daniel Ramalho/Vasco)

O auxiliar técnico Emiliano Díaz, enfim, venceu a primeira em solo brasileiro comandando um time na área técnica. O profissional substituiu Ramon Díaz, suspenso, e viu o Vasco vencer o Atlético-MG, por 1 a 0, no Maracanã. Ele já havia comandado o Botafogo em 2020 por três jogos, mas foi derrotado em todas, enquanto o seu pai na época se recuperava de uma cirurgia para retirar um nódulo na garganta.

Naquela ocasião, não tinha torcedores no estádio por causa da pandemia de coronavírus. Dessa vez, Emiliano Díaz teve a sua equipe apoiada por mais de 50 mil vascaínos, fator fundamental e que foi comemorado pelo técnico interino deste domingo.

+ Confira a classificação do Campeonato Brasileiro

- Nós viemos para cá por isso (presença da torcida). Primeira vez que nos encontramos aqui, falei para Ramon que queríamos experimentar a torcida do Vasco, em São Januário, mas agora nós pudemos jogar aqui no Maracanã e ficamos muito felizes. Foi uma festa. A torcida entende que é pelo grupo de jogadores que estão dando a vida, não só em cada partida, mas nos treinos - afirmou Emiliano, que completou.

Publicidade

- A virada começou nos treinos, na competititvidade entre eles. Muito agradecido pelas pessoas, por estar em um estádio histórico. Foi maravilhoso, uma experiência única com a torcida e com os jogadores.

+ Vasco marca no início, segura o Atlético-MG e vence no Maracanã no reencontro com a torcida

Publicidade

Emiliano Díaz destacou também que o Vasco tem como meta muito mais do que apenas escapar do rebaixamento.

- Até o final do torneio vai ser assim. Colocamos uma meta alta, não é só sair da zona delicada que estamos. Quando jogarmos em casa vai ser clima de final, de luta, de vida ou morte.

Publicidade

O autor do gol da vitória do Vasco foi Serginho, que tinha atuado apenas uma vez sob o comando da atual comissão técnica, quando entrou nos minutos finais da derrota para o Athletico-PR. Emiliano explicou a escolha pelo atacante.

- Todos têm possibilidade, quem treina bem e quer ganhar o lugar, vai jogar. Serginho estava fazendo um bom trabalho. Ele não estava na concentração em outra partida, mas seguia trabalhando e lutando. Aqui, quem tem vontade de jogar, vai jogar. E fez uma grande partida, graças a Deus.

A partida marcou a reestreia de Rossi e a volta de Gabriel Dias após 1 ano sem jogar. Ambos entraram no segundo tempo, mas o lateral-direito deixou o campo antes do final do jogo por causa de uma lesão muscular. Apesar do choro do jogador, Emiliano fez questão que foi algo muscular e aparentemente sem muita gravidade.

- É uma tristeza enorme porque é um garoto que trabalha muito, estamos tristes com isso. Graças a Deus é só algo muscular, falei que vamos esperar por ele. É um exemplo para todos nós. Esse é o exemplo que queremos para o Vasco.

O Vasco volta a jogar no próximo domingo (27), às 18h30, contra o Palmeiras, no Allianz Parque, pela 21ª rodada do Campeonato Brasileiro. O Cruz-Maltino soma 16 pontos e ocupa a 18ª posição.

Últimas

Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com oAviso de Privacidade.