Logo R7.com
Logo do PlayPlus
R7 Esporte - Notícias sobre Futebol, Vôlei, Fórmula 1 e mais
Publicidade

Em seu melhor jogo no Pré-Olímpico, Brasil vence Cuba e mantém vivo o sonho de Paris 2024

Com o triunfo, a seleção de vôlei assume a terceira posição do grupo, atrás da Alemanha e da Itália

Lance

Lance|Do R7


Seleção brasileira venceu Cuba por 3 a 1
Seleção brasileira venceu Cuba por 3 a 1

A seleção brasileira de vôlei masculino indica ter encontrado o equilíbrio tão esperado no Pré-Olímpico. Isso porque o time comandado por Renan Dal Zotto teve uma ótima atuação contra Cuba, nesta sexta-feira (6), no Maracanãzinho, e venceu por 3 a 1, com parciais de 23 a 25, 25 a 18, 25 a 20 e 25 a 20.

Neste momento, a Amarelinha ocupa a terceira posição, com 10 pontos, atrás da Alemanha e da Itália, e ainda sonha com uma vaga na Olimpíada de Paris, em 2024.

Clique aqui e receba as notícias do R7 no seu WhatsApp

Compartilhe esta notícia pelo WhatsApp

Publicidade

Compartilhe esta notícia pelo Telegram

Nomes como Lucarelli e Honorato fizeram uma partida digna do que se sabe que eles podem entregar. O equilíbrio em todos os fundamentos deixou o time mais à vontade em quadra. Além disso, a sinergia entre a torcida no Maracanãzinho e os jogadores em quadra chamou atenção. Os brasileiros vibravam demais a cada ponto conquistado.

Publicidade

Para garantir a vaga nos Jogos, eles precisam vencer as duas próximas partidas, contra a França e a Itália.

Primeiro set

A seleção brasileira sabia da importância desse jogo para seguir viva e sonhando com uma vaga direta na Olímpiada. Nesse sentido, o técnico Renan Dal Zotto mexeu na equipe titular e colocou em quadra o xodó da torcida, Darlan, desde o começo. O primeiro set foi equilibrado, sem que nenhuma equipe conseguisse abrir uma grande distância no placar.

Publicidade

A seleção cubana teve sete erros de saque, mas foi esse fundamento que a salvou na reta final, com um ace importante de Herrera. O Brasil até respondeu bem, com Lucão, mas Cuba fechou o set em 25 a 23, após um rali emocionante.

Segundo set

O segundo set permaneceu equilibrado, disputado ponto a ponto. Com o apoio de um Maracanãzinho lotado, a seleção brasileira foi ganhando corpo e crescendo na partida. Os ataques potentes de Lucarelli e Darlan foram os destaques do Brasil na segunda parcial. Além deles, Honorato também foi importante nos bloqueios.

No decorrer da etapa, a seleção brasileira se equilibrou e conseguiu abrir uma vantagem no placar, que chegou a ser de seis pontos. A seleção cubana esteve muito mal no serviço, com o melhor sacador da equipe, Lopez, acumulando quatro erros até então. Mas, em um de seus melhores sets no Pré-Olímpico, os brasileiros empataram a partida. A parcial fechou em 25 a 18 para o Brasil.

Terceiro set

Os comandados de Renan Dal Zotto tiveram um início forte e chegaram a abrir 6 a 2. Assim como na etapa anterior, a seleção pareceu ter encontrado um equilíbrio entre os fundamentos e manteve uma distância controlada de Cuba durante todo o set. O Maracanãzinho lotado inflamava a cada ponto.

O bloqueio brasileiro foi um dos fundamentos que melhor funcionaram ao longo da etapa, com destaque para Honorato nesse quesito. Além disso, os ataques que exploravam a força de Lucarelli e Darlan também foram importantíssimos para o crescimento do Brasil na equipe. A seleção cubana até assustou no fim do set, quando conseguiu diminuir a diferença para dois pontos. Mas, embalado por dois aces seguidos de Darlan, o Brasil fechou a parcial em 25 a 20.

Quarto set e vitória do Brasil

Ao contrário dos último set, a quarta etapa começou com bastante equilíbrio. O ponteiro cubano Yant chamou a responsabilidade e foi o protagonista da seleção no set. Pelo lado brasileiro, os jovens Darlan e Honorato assumiram o protagonismo para levar o Brasil à vitória. Quando o set estava se encaminhando para o fim, a nova geração cresceu demais e fez pontos importantes para deixar a seleção à frente.

O capitão Bruninho, machucado, deu lugar a Fernando Cachopa, que apareceu bem, colocando, principalmente, Darlan em situação de virar quase todos ataques. O jovem oposto foi definitivamente o destaque do Brasil na partida. Só no quarto set, foram sete pontos, em momentos importantes do jogo, que ajudaram demais na vitória do Brasil.

A seleção brasileira fechou a última parcial em 25 a 20, mantendo viva a esperança de uma vaga direta nos Jogos Olímpicos de Paris 2024.

O Brasil volta às quadras no sábado (7), para enfrentar o Irã, às 10h.

Goleiro se aposenta do futebol espanhol para ser estrela de filmes adultos

Últimas

Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com oAviso de Privacidade.