Em quarentena, técnico do Londrina revê jogos do clube no Paranaense e finais das Copas do Mundo

Alemão pontuou que instrução dada aos atletas foi de trabalhar, na medida do possível, a questão física dentro das limitações

Lance

Lance

Lance

Com a bola parada no futebol mundial por conta do COVID-19, os técnicos buscam estudar novos modelos de jogo a fim de aperfeiçoar os seus trabalhos na beira do gramado.

Enquanto aguarda o retorno do Campeonato Paranaense e a disputa das quartas de final, o técnico Alemão, do Londrina, busca rever os jogos da sua equipe até aqui na competição. Além disso, o treinador também assiste às finais das Copas do Mundo em sua rotina diária.

- Estou revendo os 12 jogos que fizemos este ano para reavaliar e aprimorar algumas situações de jogo que tivemos. Também estou assistindo alguns jogos dos times europeus para entender um pouco a maneira como as principais equipes jogam. Também estou aproveitando a oportunidade de rever jogos mais antigos para também tirar algumas lições, como por exemplo as finais das Copas do Mundo de 1958, 1970, 1982, 1994, 1998 e 2002. Além da leitura de livros relacionado a minha área - disse Alemão, que falou também da orientação passada pelo clube aos atletas nessa quarentena.

- Como estamos em férias e não temos previsão de volta, foi passado para os atletas trabalharam principalmente a força dentro do que for possível fazer, até termos uma definição mais concreta - concluiu.

O Londrina antecipou as férias para os atletas e comissão técnica enquanto as competições estão paradas devido ao coronavírus. Em campo, o Tubarão terminou a fase inicial do Paranaense na sexta posição e aguarda o retorno para encarar o Athletico-PR nas quartas de final. A competição foi suspensa por tempo indeterminado.