Logo R7.com
Logo do PlayPlus
Publicidade

Em jejum pela Seleção Brasileira, Richarlison chora após ser substituído na vitória sobre a Bolívia

Centroavante está há quatro jogos sem marcar pela Amarelinha

Lance|

Lance
Lance Lance

Sem marcar pela Seleção Brasileira desde as oitavas de final da Copa do Mundo do Qatar, em dezembro do ano passado, o atacante Richarlison chorou no banco de reservas após ser substituído no segundo tempo da vitória da Amarelinha por 5 a 1, pela primeira rodada das Eliminatórias Sul-Americanas para o próximo Mundial, que será disputado em 2026.

Além de um período sem gols pelo Brasil, o centroavante também não vem de uma boa temporada pelo seu clube, o Tottenham, da Inglaterra. Em seu primeiro ano pelo time londrino, o Pombo foi às redes somente três vezes em 35 partidas.

+ ATUAÇÕES: Neymar assume protagonismo da Seleção em jogo em que superou Pelé pela Amarelinha

O último gol marcado por Richarlison aconteceu no dia 29 de agosto, no empate do Spurs com o Fulham, pela Premier League. Essa, no entanto, foi a única vez que o atleta marcou em cinco jogos disputados nesta temporada.

Publicidade

Contra a Bolívia, no Mangueirão, o camisa 9 da Seleção Brasileira finalizou três vezes, mas somente uma delas em direção ao gol, quando um cabeceio no canto esquerdo foi parado em boa defesa do goleiro Guillermo Viscarra.

No início do segundo tempo, o atacante teve a sua melhor oportunidade de encerrar o jejum pelo Brasil, quando deixou a marcação no chão e, na entrada da pequena área, isolou o chute.

Publicidade

+ Já pensou em ser um gestor de futebol? Participe da nossa Masterclass com Felipe Ximenes e descubra oportunidades

Estreante no comando da Amarelinha, o técnico Fernando Diniz saiu em defesa de Richarlison e disse que o jogador também foi abraçado pela torcida brasileira.

Publicidade

- Todo mundo acolheu, a torcida também acolheu o Richarlison. Ele desperta isso no torcedor brasileiro, esse carinho. A gente vai fazer de tudo para que ele possa manter a tranquilidade. Ele é um jogador vitorioso, e a bola vai entrar a qualquer momento - destacou o treinador na entrevista coletiva após a vitória sobre os bolivianos.

- Eu acredito muito nele, grande jogador. A bola dele não entrou hoje, mas não é que ele jogou mal. Uma hora a bola vai entrar. Jogador que ajuda demais. Movimentação, paredes, retornos que ele fez. Ele atendeu, e eu gostei da participação dele - completou Diniz em um segundo momento.

Richarlison tem 45 jogos com a camisa da Seleção principal e oito gols marcados, três deles feitos no último Mundial, sendo que dois aconteceram na estreia, contra a Sérvia, um deles de voleio, considerado um dos mais bonitos da última Copa.

Últimas

Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com oAviso de Privacidade.