Logo R7.com
Logo do PlayPlus
R7 Esporte - Notícias sobre Futebol, Vôlei, Fórmula 1 e mais
Publicidade

Em festa do título, jogadores do Palmeiras provocam Santos, Flamengo e jogadores do Botafogo

O lateral-esquerdo Vanderlan foi o principal responsável por cutucar os rivais

Lance

Lance|Do R7

Lance
Lance Lance

De volta a São Paulo, após conquistarem o título do Brasileirão em Minas Gerais, os jogadores do Palmeiras foram recebidos por uma multidão de palmeirense na porta da Academia de Futebol, Centro de Treinamento palmeirense. O lateral-esquerdo Vanderlan roubou a cena no trio elétrico instalado no local, puxando algumas provocações a adversários e até jogadores de clubes rivais.

➡️ Tudo sobre o Verdão agora no WhatsApp. Siga o nosso novo canal Lance! Palmeiras

O Botafogo foi o principal alvo. O time carioca liderou boa parte da competição nacional e, mesmo chegando a estar com 15 pontos de vantagem ao segundo colocado em dado momento do Brasileirão, perdeu o campeonato a ponto de ficar até mesmo fora da zona de classificação direta à fase de grupos da Libertadores.

Vanderlan puxou o grito criado recentemente pela torcida palmeirense em que diz que “Botafogo é só um bairro”. Canção que indiretamente também provoca o Flamengo, pois usa da conhecida expressão “cheirinho”.

Publicidade

Os atacantes Segovinha e Tiquinho Soares, do Fogão, também foram alvos de provocações. No caso do centroavante, houve uma adaptação da música que os botafoguenses cantam para o jogador, com os palmeirenses dizendo que o atleta “pipoca”.

Rival palmeirense, o Santos não passou ileso à zoeira do campeão brasileiro. Rebaixado pela primeira vez na história, o clube da Vila Belmiro também foi provocado pelos jogadores e torcida do Verdão.

Publicidade

Ainda que Vanderlan tenha roubado a cena, outras Crias da Academia também comandaram o microfone em alguns momentos, casos como os do volante Fabinho e o atacante Kevin.

Além das brincadeiras com os rivais, a festa do elenco palmeirense com a sua torcida marcou também o contato dos palestrinos com o técnico Abel Ferreira, que é alvo do Al-Sadd, do Qatar, e pode deixar a equipe alviverde. Os torcedores pediram a permanência do treinador, que teve reações discretas.

O elenco palmeirense desembarcou em São Paulo por volta das 4h, enquanto os jogadores chegaram aproximadamente às 5h na Academia. A festa do grupo com os torcedores durou algo em torno de 10 minutos.

Últimas

Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com oAviso de Privacidade.