Em boa estreia, Enderson Moreira gostou do que viu no Cruzeiro

O treinador elogiou a postura da equipe na vitória por 3 a 0 sobre a URT

Lance

Lance

Lance

Enderson Moreira finalmente estreou pelo Cruzeiro. Ele foi contratado em março, para o lugar de Adílson Batista, mas somente neste domingo, 26 de julho, pôde comandar a Raposa em um duelo oficial. E, a vitória sobre a URT por 3 a 0, pela 10 ª rodada do Estadual foi avaliada como positiva pelo treinador, apesar da falta de ritmo de jogo da equipe.

- Eu acho que fizemos coisas positivas, dentro daquilo que trabalhamos. Claro que é o primeiro jogo depois de quatro meses, todo mundo sente um pouco ritmo. Que é diferente, não tem como. Por mais que, nos treinos, a gente tenha capacidade de criar situações de jogo no treinamento, o jogo em si é diferente. São cosias boas, mas que podem melhorar. Tivemos desfalques hoje também. Isso conta um pouquinho. Gostei foi da postura, um time que fez 2, e fez 3, buscou mais gols. Manteve a determinação de poder fazer o seu melhor, buscar o jogo o tempo todo. Isso foi positivo - disse Enderson.

O comandante da Raposa exaltou o retorno à beira do gramado, mas lamentou a falta que faz o torcedor no estádio, razão maior para a existência do futebol, na ótica de Enderson.

- A gente mata a saudade de estar na beira do campo, mas a razão maior do nosso trabalho é o torcedor, é uma falta imensa. Agradecemos ao marketing do Cruzeiro por colocar o som do torcedor o tempo todo. Mas é a energia do Mineirão, com a torcida incentivando, participando, é o que mais sentimos falta. O mais importante é que cada um se cuide, se proteja nesse momento. Matamos a saudade de casa e, se Deus quiser, vamos poder reencontrar os torcedores- completou o técnico, que já terá sua primeira decisão com o Cruzeiro.

Na quarta-feira, 29 de julho, a equipe cruzeirense decidirá contra a Caldense, em Poços de Caldas se terá ou não sequência no campeonato. Somente a vitória classificar o Cruzeiro às semifinais do Mineiro.