Lance Edu Dracena diz que não pode “dar passo maior que a perna” para explicar desistência de Borré

Edu Dracena diz que não pode “dar passo maior que a perna” para explicar desistência de Borré

Verdão optou por retirar a proposta pelo atacante, que atualmente atua pelo River Plate

Lance
Lance

Lance

Lance

O Palmeiras segue buscando nomes para reforçar o elenco para a temporada 2021, mas, nesta sexta-feira (19), o clube desistiu da negociação pelo atacante Santos Borré. Sobre isso, o assessor técnico do Verdão, Edu Dracena, explicou, em entrevista ao canal do YouTube do NOSSO PALESTRA, a desistência, argumentando que o clube não pode “dar um passo maior que a perna” num momento de incertezas.

– A gente entende a apreensão do torcedor, conheço bem como é, cobram bastante, principalmente reforços, mas temos que passar para eles que temos responsabilidades. A gente vive num momento muito difícil, de saúde e financeiro. Os recursos com as conquistas cobriram outros rombos causados pela pandemia, não estamos nadando em dinheiro. Com relação ao Borré, temos que deixar claro que o Palmeiras queria o Borré, e ninguém como o Palmeiras brigou para ter o Borré, mas chega num momento que você tem que pensar no futuro, e a gente não sabe o que vai acontecer com a pandemia. Pensando friamente, será que vale a pena esse esforço todo? Ano passado deu certo, a gente não contratou jogadores tão conhecidos e fomos campeões. Eu acho que foi um momento que o palmeiras parou, pensou e entendeu que não vale dar um passo maior que a perna neste momento da pandemia.

Além disso, o ex-jogador explicou a situação vivida pelo clube durante a pandemia, afirmando que o momento é cheio de incertezas causadas pela pandemia.

– Eu peguei times melhores que o nosso e não ganharam nada. É bem relativa a situação. A FIFA teve 2.7 bilhões de prejuízo na pandemia. Num clube, você não vai ter esse prejuízo? Por mais que o torcedor reclame, temos que ter responsabilidade. O presidente tem essa responsabilidade e tá fazendo um grande trabalho. A gente tá atento com contratações, podemos contratar jogadores pontuais. O Palmeiras, de uns anos pra cá, mudou sua filosofia. Demos oportunidade pros meninos da base, acredito que só neles o Palmeiras faz €100 milhões, no mínimo. Estamos focando em reforçar o time, mas agora temos que ter calma. Não sabemos o que vai acontecer. Era pra ter jogo amanhã, não sabemos se vamos jogar na quarta-feira.

Mesmo abrindo mão de Borré, o Palmeiras segue em busca de reforços para o elenco, dado que o treinador da equipe, Abel Ferreira, já demonstrou, em diversos momentos, que o time precisa de nomes pontuais para a temporada 2021.

Últimas