Edição nacional da Copa dos Refugiados acontece no Rio de Janeiro em dezembro

Torneio organizado pela Prefeitura do Rio terá fase nacional nos dias 14 e 15 de dezembro

Lance

Lance

Lance

Os seis vencedores das fases regionais da Copa dos Refugiados – 2019 entram em campo, no Rio de Janeiro, nos dias 14 e 15 de dezembro para disputar a Edição Nacional do Torneio, que está sendo organizado pela Prefeitura, por meio da Secretaria Municipal de Assistência Social e Direitos Humanos (SMASDH), em parceria com a ONG África do Coração, criadora do evento.

Os jogos serão disputados por Líbano, Angola, Guiné-Conacri, Cabo Verde, Colômbia e Congo. A competição é considerada um dos maiores projetos de integração esportiva envolvendo refugiados e imigrantes que optaram por viver no Brasil.

Os jogos serão disputados no Clube da Aeronáutica (Av. Rachel de Queiroz, s/n – Barra da Tijuca), a semifinal, e no Campo do Fluminense (Laranjeiras), a final. O objetivo da Copa dos Refugiados e Imigrantes é utilizar o futebol como um meio de integração entre os povos, promovendo a socialização e dando visibilidade positiva à situação social dos refugiados que moram no país.

O evento tem ainda como objetivo promover o protagonismo do migrante e do refugiado e mostrar a realidade de suas vidas aos brasileiros, rompendo preconceitos e discriminações, além de lutar contra a xenofobia.

As disputas regionais, realizadas em setembro, ocorreram em seis estados e definiram os participantes da Edição Nacional. No Rio de Janeiro, venceu o time de Angola; no Rio Grande do Sul, Líbano; no Distrito Federal, Guiné-Conacri; em Pernambuco, Cabo Verde; no Paraná, Colômbia; e em São Paulo, Congo.

Neste ano, o evento tem como tema “Reserve um minuto para ouvir uma pessoa que foi forçada a deixar o seu país”. A Copa conta com patrocínio do Serviço Social do Comércio (SESC) e apoio da Agência da ONU para Refugiados (ACNUR), Organização Internacional para Migrações (OIM).