Logo R7.com
Logo do PlayPlus
R7 Esporte - Notícias sobre Futebol, Vôlei, Fórmula 1 e mais
Publicidade

E agora? Saiba como estão os bastidores do Corinthians após a demissão de Rubão por Augusto Melo

Situação política no Parque São Jorge deve esquentar após o desligamento de Rubão

Lance

Lance|Do R7

Augusto Melo tenta se blindar de possíveis ataques políticos, pois sabe que a oposição aumentará após ter demitido Rubão da direção de futebol do Corinthians.

➡️A boa do Lance! Betting: vamos dobrar seu primeiro depósito, até R$200! Basta abrir sua conta!

O presidente do Timão estuda fazer algumas mudanças em cargos estratégicos, incluindo pessoas que possam contribuir nos bastidores e desligando outras que eram mais próximas ao ex-diretor.

Um exemplo foi a demissão de Wagner Vilaron, que comandava a comunicação corintiana. O profissional ajudou na coordenação da campanha eleitoral de Augusto Melo, sendo próximo de Rubão, que era o principal articulador político da chapa.

Publicidade

➡️ A maior cobertura do futebol brasileiro. Aproveite 30 dias grátis e assine o Premiere!

O desligamento de Vilaron aconteceu quando Rubão começou a questionar e criticar o diretor de marketing Sérgio Moura, aliado do presidente.

Publicidade

Augusto Melo sabe que perde muito nos bastidores agora que não terá mais Rubão ao seu lado. Esse, inclusive, foi um dos motivos para que o mandatário corintiano tivesse adiado a decisão por desligar o antigo aliado, que já tinha sido tomada há cerca de duas semanas.

A dupla já não se falava há quase dois meses por distanciamento motivado por discordâncias na direção de futebol. Porém, pessoas próximas a Melo tentaram convencê-lo a se reaproximar de ter Rubão, como medo de tê-lo como adversário político. O desgaste entre os dois, porém, já era insustentável e a demissão do diretor inevitável.

Publicidade

Rubão, por sua vez, não pretende se aliar à oposição, hoje liderada pelo grupo de Andrés Sanchez. Mas pode se alinhar eles em pautas específicas. O agora ex-diretor possui um número considerável de aliados na política corintiana e, assim, pretende organizar essas pessoas como um grupo entre a situação e a oposição.

Rubens Gomes não pretende tomar decisões drásticas tão cedo, mas a ideia dele é “comprar briga” com a atual gestão até o fim do mandato.

➡️ Siga o Lance! Corinthians no WhatsApp e acompanhe todas as notícias do Timão

Um movimento que vise o impeachment do presidente ainda neste ano também não é descartado nos bastidores do Corinthians. Pelo contrário, é visto como uma realidade muito possível nos próximos meses.

O que vai definir uma possível continuidade do processo serão as respostas que Augusto dará ao Conselho Deliberativo sobre alguns contratos, como o patrocínio master e a permuta com uma empresa de colchões em troca de um camarote na Neo Química Arena, além da exposição da marca no uniforme de treino e uma placa de publicidade no CT Joaquim Grava. Um grupo de conselheiros da oposição já pediram explicações sobre esses assuntos.

Últimas

Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com oAviso de Privacidade.