Logo R7.com
Logo do PlayPlus
Publicidade

Dorival comenta sobre retorno de Neymar à Seleção Brasileira e faz mistério sobre escalação

Comandante também não poupou elogios a Endrick

Lance|

Lance
Lance Lance (Lance)

Técnico da Seleção Brasileira, Dorival Junior não crê em um retorno imediato de Neymar para a Seleção Brasileira devido ao período em que o craque esteve lesionado. Em coletiva, o comandante também não deixou claro se conta com o camisa 10 para a Copa América.

➡️ É O BRASA! Coloque R$200 no Brasil contra a Espanha e fature mais de R$640 no Lance! Betting

- Nós temos que aguardar a sua recuperação. Ele esteve no Brasil na semana passada por conta de uma avaliação. O processo vem sendo respeitado e ele está evoluindo muito bem, mas ainda é muito cedo para que possamos fazer uma avaliação concreta em relação a essa possibilidade de termos o atleta já em condições. Eu acredito que ainda demande um pouco mais de tempo para que possa completar a sua recuperação.

Em relação ao amistoso contra a Espanha, Dorival Junior garantiu que Endrick não inicia na equipe titular, mas fez mistério com relação a escalação do Brasil. É possível que o comandante esteja aguardando um aval dos médicos para confirmar ou não Richarlison.

- Nós temos duas possibilidades. Uma seria dar oportunidades. Outra seria tentar já começar a encontrar um encaixe para a equipe. Estamos estudando. Preparamos duas equipes e amanhã teremos uma definição depois de ouvir o Departamento Médico. Vamos tentar fazer uma opção assertiva para uma partida tão importante.

Nesta terça-feira (26), Dorival faz apenas seu segundo jogo pela Seleção Brasileira após uma grande estreia com vitória sobre a Inglaterra. O treinador terá outra Data Fifa antes do início da Copa América em busca de seu primeiro título no novo trabalho.

CONFIRA OUTRAS RESPOSTAS DE DORIVAL JUNIOR:

INÍCIO DO TRABALHO

- De um modo geral, eu acredito muito no trabalho de uma comissão. Por incrível que pareça, as pessoas não tem ideia, nem nós tínhamos, do que representava o trabalho dentro de uma Seleção. Diferente de clube, que você atua no domingo e na segunda-feira você já começa a pensar nas correções. Na Seleção é diferente, você tem um encontro em meses e meses, onde você terá apenas 10 dias juntos. Fizemos um trabalho para procurar muitos jogadores, depois mandamos um vídeo sobre o que imaginávamos da equipe para que eles tivesse um entendimento inicial. Tentamos acelerar esse processo. Muito interessante foi a integração e o entendimento de todos eles. Nos dedicamos demais. A repetição de trabalho nos dará na frente um equilíbrio que todos queremos encontrar nas nossas equipes. Mas a aceleração do processo se deu por conta da empatia dos atletas, a aproximação com todos eles e a detalhes que fomos tentando corrigir pouco a pouco para que pudéssemos fazer um bom jogo diante de uma das melhores seleções do momento. A Espanha é jovem, mas também merece muito respeito pelo que vem desenvolvendo e desempenhando nos últimos meses.

RESULTADOS

- A emoção não pode extrapolar. Com isso, perdemos a razão. Temos um sentido na nossa vida, que é o respeito aos nossos semelhantes. Não podemos levar isso a campo. Os companheiros de trabalho não tem responsabilidade sobre isso. O mundo precisa ser mais igual e mais humano. Eu acredito no trabalho para que encontremos resultados. Não acredito no imediatismo. Estamos em um processo inicial. Qualquer resultado que aconteça, não nos tirará do nosso caminho. São duas equipes que se conhecem, que se respeitam, que lutarão pelo melhor resultado possível. Mas não quer dizer que teremos problemas agravados para um ou outro lado caso não venha o resultado positivo. Tudo que a gente consiga realizar e que ficará marcado dentro da Seleção Brasileira demandará tempo, paciência, muito trabalho, dedicação e repetições.

ENDRICK

- Eu acredito que o Endrick vai ter seu momento, não demora. Ele tem uma capacidade incrível e vai chegar a hora dele. Nós temos que avaliar tudo o que vem acontecendo para que amanhã a gente possa definir pela melhor formação. Tenho um desenho na minha cabeça, mas prefiro ter um pouquinho de paciência para uma definição completa e correta. O que faz o Endrick ser tão especial é a capacidade dele de definição, de buscar jogadas que poucos tentariam. Ele é agressivo, aguerrido, ataca espaços como ninguém, tem uma capacidade única de definição. Temos que ter muito cuidado. Passo a passo, deixarmos que ele caminhe de maneira natural. Não jogarmos uma expectativa excessiva nas costas de um menino. E precisa ter no equilíbrio seu ponto chave para uma sequência maravilhosa que vai acontecer. Desde que ele não perca esse timing inicial e que ele complete esse processo de formação.

PROCESSO NA SELEÇÃO

- São vídeos que detalham um pouco mais o que a gente pensa. Uma formação inicial, um desenho inicial. Qual comportamento que eu desejo do atacante quando tivermos uma marcação alta, média e baixa. Qual o comportamento da nossa última linha de zaga se tivermos com os pés na linha do meio de campo, se tivermos na nossa área. São essas funções que fazem com que você possa acelerar o processo. O que eu acredito é que tivemos um equilíbrio muito grande no jogo. Existiu uma compactação tanto na vertical, quanto na horizontal. Nosso balanço era rápido, conseguimos inibir boa parte das jogadas iniciadas pelos ingleses. Com posse, tínhamos paciência, buscamos várias infiltrações por dentro, causamos preocupações a última linha de zagueiros e isso tudo é um componente interessante porque faz com que o adversário caminhe para trás e não consiga apertar a marcação com consistência. Tivemos momentos importantes na partida, mas o saldo foi muito mais positivo para tão pouco tempo de trabalho. O cumprir função de cada atleta foi fundamental e decisivo para um belo resultado.

CENTROAVANTE

- Todas as equipes, eu sempre tive um nove de origem. Um nove que marca presença, que não necessariamente seja um homem fixo, mas que esteja presente na maioria das definições. Ao Rodrygo, eu dei liberdade para que ele fosse tudo menos um nove. Acredito que ele tenha se sentido bem já que ele tem executado uma função muito próxima no Real Madrid. Tivemos um jogo de aproximação com atletas em ótimo nível por dentro, com troca de passes, dinâmica. Um compromisso muito difícil e complicado para ambos os lados e espero que encontremos nosso caminho nessa movimentação que nossa equipe vem apresentando.

RODRYGO

- Eu acredito que em alguns momento é natural que um atleta não consiga sustentar aquilo que possui. O Rodrygo tem muita capacidade, muitas qualidades. É um jogador que não tenho dúvidas que quando encontrar uma regularidade, terá um rendimento ainda maior. Tudo é questão de tempo. Ele não está distante de poder produzir uma sequência muito positiva. Depende muito do atleta. Isso varia muito de um para outro. Ele ainda tem muita coisa para apresentar ao seu clube e torcedor. É um jogador que as pessoas podem confiar, pois ele pode dar um salto na sua carreira a qualquer momento. É um processo de adaptação dele. Isso varia muito de atleta para atleta. O próprio Vini teve um processo de adaptação aqui dentro. Rodrygo da mesma forma. Não podemos precipitar tudo isso. O Vitor chama atenção pela capacidade que possui, ele é um jogador relacionável e estaremos de olho nesse processo dele até a Copa do Mundo. O acompanhamento tem que ser feito com todos os jogadores de dentro e de fora do país. Ele promete muito e terá uma carreira diferenciada, pois é também um desses jogadores promissores e acredito que não demore para dar um salto de qualidade pela capacidade que tem.

Últimas

Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com oAviso de Privacidade.