Logo R7.com
Logo do PlayPlus
R7 Esporte - Notícias sobre Futebol, Vôlei, Fórmula 1 e mais
Publicidade

Dominante como um Leão, Verstappen vence o GP do Canadá e iguala as vitórias de Ayrton Senna na Fórmula 1

O holandês segue liderando o campeonato sem dificuldades; Alonso e Hamilton completaram as duas primeiras colocações

Lance

Lance|Do R7

Lance
Lance Lance

Como vem sendo rotina no mundo da Fórmula 1, Max Verstappen conquistou a vitória no GP do Canadá. Sem dificuldades, o Leão mostrou quem é o dono da temporada da Fórmula 1 de 2023 e segue dominando o campeonato. Diferentemente de ontem, a pista estava seca e em condições melhores, sem ameaça de grandes pingos de chuva. Fernando Alonso, da Aston Martin e Lewis Hamilton, da Mercedes completaram o Top 3.

Os pilotos foram para o Circuito Gilles Villeneuve com pneus Macios e Médios. A largada começou agitada, mas não atrapalhou Verstappen que fez uma belo início de corrida. Em seguida, Lewis Hamilton, que acompanhou o holandês e também começou bem, passou Fernando Alonso e se garantiu na segunda posição. O espanhol da Aston Martin teve que brigar pela terceira colocação com George Russell, no entanto, o britânico não ganhou a batalha.

Na volta oito, Logan Sargeant, da Williams, teve problemas e o sistema do carro apagou. A direção de prova ativou o safety car virtual, mas minutos depois a pista voltou a ser liberada. Em seguida, Russell bateu e a bandeira amarela foi para a pista, alguns pilotos aproveitaram o momento e foram para os boxes. Neste momento, Alonso e Hamilton quase se tocaram na saída do pit lane e a FIA notou o incidente, pois a Mercedes liberou o heptacampeão "em cima" do espanhol após a troca de pneus. Apenas as Ferraris, Sergio Perez, Valtteri Bottas e Kevin Magnussem não fizeram o pit stop.

Todas as equipes foram para a pista de pneus duros. Mesmo com a batida, George trocou o pneu e o bico do carro, conseguindo voltar normalmente para a corrida. Na volta 17, a pista foi liberada e duas bandeiradas depois foi autorizado a utilização do DRS. Logo depois, Hamilton e Alonso, rivalidade histórica na F1, travaram um embate pela segunda posição, o espanhol levou a melhor.

Publicidade

Até a metade da prova, Verstappen não teve a sua posição ameaçada, a diferença para o segundo colocado era de cinco segundos. Após um toque entre Kevin Magnussen, da Haas e Nycki DeVries, da Alpha Tauri, a bandeira amarela foi ativada, pois os os dois carros pararam fora da pista, logo em seguida, a corrida voltou normalmente. Os pilotos da Ferrari foram para os boxes, fizeram uma boa parada e colocaram pneus duros.

A batalha de George Russell, que vinha fazendo uma boa corrida de recuperação, pela sobrevivência após a batida do início acabou na volta 55. O piloto da Mercedes teve que parar devido aos problemas no freio. Hamilton chegou a diminuir a vantagem em relação ao Alonso, no entanto, não foi o suficiente para ultrapassar o Príncipe das Astúrias.

O piloto da RBR foi o primeiro a receber a bandeirada ao final das 70 voltas, Alonso e Hamilton vieram em seguida. Com o triunfo deste domingo, o holandês disparou ainda mais na liderança do Mundial de Pilotos, com 195 pontos. A Fórmula1 terá uma semana de descanso e só volta no final do mês com o GP da Áustria.

Últimas

Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com oAviso de Privacidade.