Logo R7.com
Logo do PlayPlus
Publicidade

Djokovic vai à final de Cincinnati e reencontra Alcaraz após histórica partida em Wimbledon

Tenista sérvio bateu Zverev na semifinal e duela contra espanhol Nº1 do mundo neste domingo (20), pelo título de Masters 1000

Lance|

Djokovic conquistou a vaga na final após partida de duas horas
Djokovic conquistou a vaga na final após partida de duas horas Djokovic conquistou a vaga na final após partida de duas horas

Pouco mais de um mês após a histórica final de Wimbledon, Carlos Alcaraz e Novak Djokovic vão se reencontrar neste domingo (20), pela decisão do Masters 1000 de Cincinnati, nos Estados Unidos.

Após o espanhol conseguir sua classificação batendo Hubert Hurkacz após salvar match-point, Djokovic derrotou o alemão Alexander Zverev, 17º colocado, por 2 sets a 0 com parciais de 7/6 (7/5) 7/5 após 2h04min de duração no último jogo do dia na quadra central.

Este foi o 12º encontro entre eles — o primeiro em quase dois anos — e oitava vitória do natural de Belgrado. Djokovic teve seu jogo mais duro no torneio onde viu o alemão jogar confiante, sobretudo no seus games de saque. Nole teve três set-points no 12º game, mas Zverev sacou bem ou com ace ou deslocando o sérvio e matando a seguir. No tie-break o sérvio foi mais eficiente e no detalhe conseguiu o triunfo.

· Compartilhe esta notícia pelo Whatsapp

Publicidade

· Compartilhe esta notícia pelo Telegram

Nole começou mais confiante no segundo e saiu quebrando, abrindo 2 a 0 e o jogo ficou saque a saque sem emoção até Djokovic cometer quatro erros não-forçados sacando para a vitória. Zverev igualou em 5 a 5, mas Nole deu a volta por cima, voltou a quebrar e desta vez não desperdiçou fechando o jogo sob o áudio de fogos que explodiam no céu da cidade justo no match-point.

Publicidade

Djokovic jogará a 135ª final da carreira e buscará o 95º troféu, sendo o quarto da temporada onde venceu em Roland Garros, Australian Open e Adelaide. Vai em busca de seu 39º Masters 1000 onde é o recordista. Ele jogará sua oitava final em Cincinnati e sua 57ª em Masters.

Alcaraz, por sua vez, jogará sua 16ª final e buscará o 13º caneco. O espanhol tentará o quinto caneco de Masters 1000 onde ainda não perdeu nenhuma final.

Publicidade

São três jogos entre Djokovic e Alcaraz e duas vitórias do espanhol que levou a melhor na semi do Masters de Madri, na Espanha, ano passado e em Wimbledon. Djokovic foi melhor este ano em Roland Garros. No Aberto da Inglaterra foram 4h42min em uma das finais mais longas em que o espanhol levantou o caneco do torneio pela primeira vez e impediu que o sérvio igualasse os 24 Majors de Margaret Court e vencesse seu terceiro Slam da temporada.

Fim de uma era! Rafael Nadal não está entre os 10 melhores tenistas do mundo após 17 anos

Últimas

Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com oAviso de Privacidade.