Lance Djokovic ultrapassa Federer e é o maior Nº1 da história do tênis

Djokovic ultrapassa Federer e é o maior Nº1 da história do tênis

Dia histórico para o tênis marca hegemonia de Novak Djokovic

Lance
Lance

Lance

Lance

A Associação dos Tenistas Profissionais (ATP) confirmou nesta segunda-feira o sérvio Novak Djokovic como número 1 do mundo pela 311ª semana da carreira, o que o faz ultrapassar o recorde que pertencia a Roger Federer na liderança do ranking.

Aos 33 anos, o sérvio que chegou pela primeira vez ao número 1 do mundo em 04 de julho de 2011 e acumula na carreira 82 títulos em nível ATP, dos quais 35 são Masters 1000, cinco são ATP Finals e 8 são títulos do Grand Slam.

Na última década, Djokovic finalizou seis temporadas como número 1 do mundo (2011, 2012, 2014, 2015, 2018 e 2020). Federer, por sua vez, foi número 1 do mundo por 310 semanas, a maior parte deste período entre 2004 e 2008. O suíço terminou cinco temporada como o melhor do mundo (2004 a 2007 e 2009).

Porém, quem impediu a hegemonia do sérvio na última década foi o espanhol Rafael Nadal, que ao todo liderou o ranking por 209 semanas, mas finalizou o ano como número 1 em cinco oportunidades (2008, 2010, 2013, 2017 e 2019). Já o ano de 2016 foi finalizado pelo escocês Andy Murray como número 1.

O feito deste 08 de março de 2021 de Djokovic o coloca em primeiro lugar na lista de maiores líderes do ranking por número semanas.

Confira o top 10:

1. Novak Djokovic (SRB) 311 semanas
2. Roger Federer (SUI) 310
3. Pete Sampras (EUA) 286
4. Ivan Lendl (CZE) 270
5. Jimmy Connors (EUA) 268
6. Rafael Nadal (ESP) 209
7. John McEnroe (EUA) 170
8. Bjorn Borg (SUE) 109
9. Andre Agassi (EUA) 101
10. Lleyton Hewitt (AUS) 80
13. Guga Kuerten (BRA) 42

Últimas