Lance Djokovic tem trabalho com jovem talentoso, mas vai à 2ª rodada no US Open

Djokovic tem trabalho com jovem talentoso, mas vai à 2ª rodada no US Open

Rune tirou set do número 1, mas teve cãibras e não foi páreo

Lance
Lance

Lance

Lance

Número 1 do mundo, Novak Djokovic teve trabalho com o jovem de 18 anos, o dinamarquês Holger Rune, 145º colocado, mas avançou à segunda rodada do US Open, último Grand Slam da temporada, disputado em Nova York.

O dono de 20 Majors marcou 3 sets a 1 contra o rival invicto há treze partidas com parciais de 6/1 6/7 (7/5) 6/2 6/x após 2hxxmin de duração na quadra Arthur Ashe, a maior do mundo e principal em Nova York.

Djokovic alcança sua 22ª vitória seguida em um Grand Slam. Este ano ele venceu todas e busca ser o primeiro desde o australiano Rod Laver em 1969 a fechar o Slam em uma só temporada, ou seja, vencer os quatro torneios. O natural de Belgrado busca também o 21º Major para passar Roger Federer e Rafael Nadal.

Ele encara o holandês Tallon Griekspoor, 121º colocado, que venceu em cinco sets com 7/5 no último contra o alemão Jan-Lenard Struff. O duelo será inédito.

O jogo

Rune disputou sua primeira partida de um Grand Slam. Ele vinha de dois títulos challengers e três vitórias no qualifying. Deixou uma boa impressão por cerca de dois sets. Apesar de perder o primeiro por 6/1, mostrou personalidade nos golpes de fundo. No segundo set conseguiu a quebra, abriu 3 a 0, levantou o público,viu Nole melhorar nas devoluções e sacar em 4 a 3. Rune então devolveu a quebra, mediu forças com a direita e no saque, levou ao tie-break, abriu 4 a 0 e fechou no terceiro set-point.

A partir do terceiro set o físico pesou, Rune passou a sentir a perna, mancou, parecia cãibra. O problema foi piorando, o tenista tentava com massagens nos intervalos, mas a frustração se abatia em seu rosto. Ele permaneceu no jogo, mas nada mais pôde fazer e foi presa fácil.

Últimas